Vídeo: amigas fazem dia de beleza em salão, mas se recusam a pagar

Funcionários desfizeram todo o serviço antes das clientes deixarem o estabelecimento.

(foto: Reprodução/Facebook)

Duas mulheres, viveram neste fim de semana uma situação inusitada: juntas, as amigas, que moram em Curitiba, decidiram adquirir um "dia de beleza" em um salão da cidade. O incômodo teve início ao se depararem com a conta dos mimos, que segundo elas foi de mais de R$5,4 mil, entre unhas de porcelana, maquiagem e mega hair. Acontece que, descontentes com o preço, as clientes se recusaram a pagar. Foi então que o mais inacreditável aconteceu:  os profissionais do salão começaram a desmanchar tudo o que foi feito, iniciando um bate-boca entre elas e o salão de beleza.

Descontente com a prestação de serviços do seu salão? Reclame AQUI!

Segundo a assessoria de imprensa do estabelecimento, as amigas chegaram ao local sem hora marcada e selecionaram uma série de serviços, foram atendidas e ao receberem a conta, relataram que não tinham dinheiro para paga-la.

De acordo com o site Estado de Minas, uma das mulheres disse que o marido estava na praça de alimentação do shopping e que ia até ele para pegar a quantia. Ciente da situação, que já se prolongava há horas, a supervisora do salão se ofereceu para acompanhá-la. Juntas, foram então até o local indicado pela cliente, mas não havia ninguém. Quando voltaram para o salão, uma das amigas disse que precisava ir embora, porque estava atrasada para um casamento e que se eles [os funcionários] quisessem retirar o mega hair, poderiam. Foi neste momento que os trabalhadores do estabelecimento decidiram desfazer todos o serviço feito.

Conforme a assessoria de imprensa do empreendimento, a decisão de desfazer o serviço partiu dos próprios funcionários, parceiros do salão: “Foi uma decisão dos próprios profissionais. Eles são autônomos, trabalham como parceiros do salão. Claro que se sentiram incomodados porque ficaram uma tarde inteira fazendo o serviço, perdendo o tempo que poderia ser dedicado a outros clientes”, explicou a assessoria. 

Uma das envolvidas resolveu relatar a situação em sua página do facebook, segundo o post, ela não foi informada sobre os preços dos serviços previamente e pretende entrar com ação contra o salão e quem filmou o vídeo.

A postura de ambos os lados foi gravada em vídeo, que circula desde então ganhando atenção nas redes sociais; Veja abaixo!

Pelos comentários, a população se divide entre quem acha que a postura do salão foi correta e quem acredita que tudo não passou de um mal-entendido. Qual sua opinião diante desta situação? Deixe um comentário contanto para a gente!

Fonte: Catraca Livre e Estado de Minas

Leia tudo sobre

Comércio Economia Polêmica

Faça um comentário