Vai andar de patinete? Leia antes as novas regras em SP

Prefeitura de São Paulo mudou a regulamentação provisória para uso de patinetes

Reclame AQUI

Quem curte usar patinete pra se locomover pela capital paulista precisar se atualizar quanto às novas regras. Elas passaram a valer na quinta-feira (31), quando a prefeitura de São Paulo publicou a regulamentação de uso no Diário Oficial .

Entre as premissas, velocidade máxima de 20km/h em ciclovias e ciclofaixas, uso de indicador de velocidade, campainha e sinalização noturna, dianteira, traseira e lateral, incorporados ao equipamento.

Entre as regras, falta só a de uso do capacete

Até agora, apenas o uso de capacete está indefinido. Entre outras determinações, apenas o uso individual. Está proibido “dar carona” nos patinetes; passageiros, animais e cargas acima de 5 quilos estão proibidos.

De acordo com a prefeitura, as prestadoras do serviço de compartilhamento de patinetes elétricos terão 60 dias, contados a partir desta sexta-feira (1º), para se adequarem à nova regulamentação. Para poder prestar o serviço à população, as empresas precisam se cadastrar na prefeitura como Operadoras de Tecnologia de Micromobilidade (OTM).

De dezembro de 2018 a outubro de 2019, os consumidores da cidade de São Paulo registraram 864 reclamações sobre patinetes elétricos. Os principais motivos foram finalização de corrida, cobrança indevida e estorno.

Saiba mais 

Onde circular: ciclovias e ciclofaixas, vias com velocidade máxima permitida de até 40 km/h e ruas destinadas para lazer previstas no Programa Ruas Abertas.

Não pode: andar nas calçadas

Velocidade máxima permitida: 20 km/h, sendo que nas primeiras 10 corridas de cada usuário, a velocidade máxima deverá ser reduzida para 15 km/h.

Quem não pode usar: menores de 18 anos.

Fique esperto: os patinetes devem ser devolvidos em suas estações ou pontos permitidos para estacionamento (locais serão definidos ainda).

Leia as regras completas clicando aqui!

Fonte: Metro Jornal/Prefeitura de São Paulo

Faça um comentário