Vacinação contra a Gripe Influenza começa nesta segunda-feira (23)

A vacina não é eficaz contra o novo coronavírus, mas ela pode auxiliar os profissionais de saúde no diagnóstico por exclusão

Reclame AQUI

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, este ano, começa nesta segunda-feira, dia 23. Historicamente, a imunização acontecia em meados do mês de abril, mas foi antecipada pelo Ministério da Saúde por conta da pandemia de Covid-19.

A vacina de Influenza não é eficaz (não protege) contra o novo coronavírus, mas ela é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem as influenzas na triagem e acelerarem o diagnóstico para a Covid-19. 

A campanha de 2020 será dividida em três etapas e vai iniciar por idosos acima de 60 anos e trabalhadores da saúde. Serão duas semanas de intervalo entre uma fase e outra.

“Precisamos proteger os mais vulneráveis e os que estão na linha de frente no atendimento. É importante garantir que essas pessoas tenham acesso à informação para evitar filas nos postos de saúde. Nosso desafio é realizar a campanha com segurança e evitar aglomerações. O Programa Nacional de Imunizações do Brasil (PNI) está preparado”, explicou o secretário em Vigilância e Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira.

Durante a vacinação, as autoridades de saúde orientam a população para tomar alguns cuidados:

Evite ir aos postos de saúde em horários muito movimentados, telefone para as unidades de saúde antes de sair de casa

Busque sempre a unidade mais próxima de você

Se houver filas, mantenha o distanciamento mínimo de 1 metro de outros cidadãos

Verifique se no seu município a Secretaria Municipal de Saúde haverá atendimento especial para imunizar a idosos

As etapas da Campanha de Vacinação contra a gripe Influenza serão as seguintes:

- 1ª fase (a partir do dia 23/03): idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde;

- 2ª fase (a partir do dia 16/04): professores de escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;

- 3ª fase (a partir do dia 09/05): crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, mulheres em fase pós-parto (até 45 dias após o parto), indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, presidiários, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade. 

Fonte: Ministério da Saúde

Leia tudo sobre

Feed Novo Coronavírus Saúde

Faça um comentário