Unick Forex é alvo de reclamações por limitar pagamentos aos clientes

De janeiro até o dia 26 de agosto de 2019, foram mais de 8,7 mil reclamações registradas contra a plataforma

Reclame AQUI

A Unick Forex – que acaba de mudar o nome para Unick Academy – tem aparecido nos radares do Reclame AQUI como uma das companhias mais reclamadas do site, após anunciar aos clientes que iria suspender os resgates e que passaria a limitar os pagamentos. De janeiro até o dia 26 de agosto de 2019, foram mais de 8,7 mil reclamações registradas contra a plataforma.

A empresa gaúcha, passou a chamar atenção a partir de 2017, ao disponibilizar “produtos exclusivos sobre o mercado financeiro e criptomoedas” com cashback (devolução de parte do valor investido). Mas o que atraiu a população foi um sistema que aumenta os ganhos de cada cliente.

A Unick Forex afirmava se responsabilizar por todos os investimentos que geravam retorno aos clientes, embora não tivesse autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para este tipo de operação. O “xerife” do mercado de capitais no Brasil já emitiu três alertas sobre as atividades suspeitas da empresa e chegou a proibi-la de operar, emitindo um ato declaratório.

Mais de 5,1 mil reclamações de julho até a última segunda-feira (26)

Os problemas da empresa ficaram mais evidentes há cerca de dois meses, quando a plataforma começou a ter contratempos para pagar os clientes. No site do Reclame AQUI, entre as mais de 5,1 mil queixas (de julho até a última segunda-feira, dia 26) e os cinco principais motivos de reclamações estão: pagamento não localizado, descumprimento de acordo e demora na execução.

Nova plataforma: Unick Academy

Após tantos problemas, a empresa mudou de cara. Os porta-vozes da Unick, agora Academy, passaram a dizer que a empresa lançaria uma nova plataforma, parte de uma “repaginação” de seus serviços, passando a trabalhar com várias modalidades de produtos – de seguros e consórcios, perfumaria e cosmética.

Em um vídeo no Youtube, o diretor de marketing da companhia, Danter Silva, explica que a empresa está trabalhando para resolver os problemas na plataforma e responde a algumas reclamações de clientes que não foram pagos. A uma das clientes que pediu seu dinheiro de volta, ele afirmou que a empresa nunca foi voltada para investimentos.

“Lamento, mas te explicaram nosso projeto de maneira completamente errada. Você não tem um investimento conosco, você adquiriu um produto sobre mercado financeiro”, respondeu Silva.

Diante de tantos problemas, a empresa chegou até a cancelar uma conferência que realizaria no Transamerica Expo Center, em São Paulo, no dia 24 de agosto, justificando atualizações em seus sistemas. A empresa informou que trabalhava para devolver o dinheiro dos ingressos já pagos.

Já viu? Atender com qualidade é tão importante quanto engajar o consumidor

Fonte: EXAME

Leia tudo sobre

Feed

Faça um comentário