Supermercados: medidas para evitar aglomeração e incentivar a compra consciente

Algumas redes também reservam horários especiais para que idosos possam fazer suas compras, já que pertencem ao grupo de risco

Reclame AQUI

Nesta segunda-feira, os brasileiros entram na segunda semana de forte combate ao novo coronavírus e o pedido de isolamento social reforçado. Com apenas os serviços essenciais autorizados a funcionar no comércio pelos estados, muitos supermercados pelo Brasil passaram a tomar medidas preventivas para evitar aglomeração de consumidores dentro das lojas e orientá-los sobre a compra em excesso de produtos essenciais para atravessar o período de isolamento social ocasionado pela pandemia do novo coronavírus.

Limitar o número de clientes, reduzir o horário de atendimento e até limitar a quantidade de produtos por consumidor estão entre algumas das posturas adotadas. De acordo com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), o abastecimento dos supermercados continua normal e está garantido. A associação afirma que também tem monitorado as lojas e não identificou situação de desabastecimento, apenas de reposição por conta do alto número de consumidores nas lojas.

Confira algumas ações pelos estados:

  • Para estimular o consumo consciente, a rede Pão de Açúcar e os supermercados da bandeira Extra, passaram a orientar os consumidores sobre o volume de compra de cada unidade de produto. Uma lista de itens e suas quantidades está fixada nas gôndolas.

          Conforme informou o site InfoMoney, os supermercados Pão de Açúcar oferecem atendimento exclusivo para clientes com mais de 60 anos de idade entre 6h e 7h da manhã. Todas as lojas funcionarão nesse esquema, com exceção das unidades dentro de shoppings. A medida não vale para a bandeira Extra.

  • Em Santa Catarina, alguns supermercados mudaram seus horários de atendimento temporariamente, e, para evitar a lotação das lojas, montou esquemas de atendimento com número limitado de clientes dentro das lojas. A medida, por consequência, tem formado filas fora dos supermercados, que também são organizadas a fim de manter uma distância segura entre um consumidor e outro.
     
  • No Rio Grande do Sul, conforme a GaúchaZH, desde sexta-feira os supermercados do estado passaram a limitar a quantidade de alguns produtos alimentícios e de higiene. 
     
  • No Acre, conforme o site Contilnet, desde sexta-feira os supermercados terão horários diferenciados para atender clientes do grupo de risco. 
     
  • Em Belo Horizonte, os supermercados seguem a mesma linha de prática para evitar que os consumidores façam compras excessivas e esvaziem as prateleiras. Conforme o site Hoje em Dia, o supermercado Verdemar reservará horários para atender pessoas com mais de 60 anos.  
     
  • No Ceará, a medida é limitar o número de clientes dentro dos estabelecimentos, de acordo com reportagem do site G1. Nas farmácias de Fortaleza, há limite na compra de álcool gel para evitar que um único cliente compre várias unidades, gerando desabastecimento. 

Faça um comentário