SP e RJ pedem aumento na conta de luz, mas Aneel nega

Para agência, empresas não apresentam justificativas plausíveis

Divulgação

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) negou nesta terça-feira, dia 23, um pedido de aumento extra nas contas de luz das empresas Eletropaulo e Ampla em 2016. As duas distribuidoras atendem, respectivamente, a consumidores de São Paulo e Rio de Janeiro.

Eletropaulo

O diretor da Aneel André Pepitone, relator do caso, argumentou que a distribuidora não demonstrou um desequilíbrio nas suas contas que justifique um aumento extra da tarifa. A Eletropaulo atende a 6,5 milhões de unidades na região metropolitana de São Paulo.

Pepitone também citou o mecanismo de bandeira tarifária, que, segundo ele, ajuda a equilibrar a variação de custos das distribuidoras. Esse sistema aplica uma cobrança extra nas contas de luz quando está mais caro produzir energia no país.

O subprocurador-geral da Aneel, Marcelo Escalante, também opinou pela rejeição do pedido da distribuidora, porque, entre outros fatores, a Eletropaulo não demonstrou aumento dos encargos.

Ampla

O diretor da Aneel André Pepitone, relator do caso, votou por rejeitar o pedido da empresa e foi seguido pelos demais diretores. A Ampla atende a 2,5 milhões de unidades no estado do Rio de Janeiro. O diretor argumentou que não faria sentido promover aumento da tarifa neste momento, já que está previsto para março o reajuste anual do preço da energia distribuída pela Ampla.

No pedido, a Ampla argumentou que há descompasso entre os custos da empresa e a tarifa vigente. Entre outros fatores, citou a alta do dólar e a inadimplência de clientes.

Fonte: G1

Leia tudo sobre

Energia

Faça um comentário