Smartphone foi o produto mais reclamado na Black Friday de 2016

Item representou 10,2% das quase 3 mil queixas registradas no Reclame AQUI

SIphotography

O smartphone é, sem dúvidas, um dos produtos mais visados pelos consumidores na Black Friday. Os brasileiros esperam encontrar preços mais acessíveis e boas promoções no evento de descontos para adquirir um aparelho novo ou presentear alguém. Não é surpresa, portanto, que também seja um item que gera muitas reclamações no Reclame AQUI.

No ano passado, o site recebeu quase 3 mil queixas durante a Black Friday. Os smartphones foram um dos produtos mais buscados, por isso, representaram 10,2% do volume de reclamações, ficando em primeiro lugar entre os que mais tiveram problemas. Em segundo lugar apareceram componentes, peças e acessórios de eletroeletrônicos, com 7%, seguido de TV, com 6,4%, celular, 6% e notebooks, com 3,2%.

Não por acaso, no ranking das dez empresas mais reclamadas no evento, nove comercializam os smartphones. Foram elas: KaBuM!, Americanas, Submarino, Magazine Luiza, Extra, WalMart, Fast Shop, Ponto Frio e Casas Bahia -  todas em suas versões de e-commerce.

Sobre os principais motivos de reclamações, a sequência foi: propaganda enganosa, divergência de valores, problemas na finalização da compra, produto indisponível e promoção. Protagonista em outras edições, a maquiagem de preço - a famosa "metade do dobro" - foi apenas o sexto motivo de queixas.

Brasileiros esperavam mais descontos

Em 2016, na média, os descontos oferecidos foram menores, um reflexo do esforço feito pelas empresas nos meses anteriores para tentar manter as vendas em um cenário de menor demanda dos consumidores e de custos crescentes. A margem de lucro das lojas online já estava sendo reduzida, tendo sobrado pouca flexibilidade para diminuir de modo significativo os preços de produtos relevantes para o consumidor.

"As lojas ofereceram de 20 a 30% de desconto, mas o consumidor esperava 50 ou 60%, por isso não ficou tão atraído pelas ofertas na Black Friday", disse o presidente do Reclame AQUI, Maurício Vargas.

Neste ano: Black Friday deve aparecer em 35% mais reclamações em 2017

Leia tudo sobre

Black Friday Feed

Faça um comentário