Simulador de direção não é mais obrigatório para tirar CNH, diz Contran

Retirada do aparelho vai reduzir a burocracia e baixar o custo para tirar a carteira

Ricardo Júnior/Nominuto.com

Nesta quinta-feira, dia 13, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu que o uso de simuladores na formação de motoristas não será mais obrigatório. Segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a retirada do aparelho vai reduzir a burocracia e baixar, em até 15%, o custo para tirar a CNH.

Ainda de acordo com o ministro, “o simulador não tem eficácia comprovada, ninguém conseguiu comprovar que é importante para o condutor. Nos países ao redor do mundo não é obrigatório, mesmo em países com excelentes níveis de segurança no trânsito", afirma.

Quantidade de horas-aula diminuirá

Com o fim da obrigatoriedade, a quantidade de horas-aula que o novo motorista tem que cumprir antes de retirar a carteira cairá de 25 para 20 horas.

"São 15 horas obrigatórias no veículo. Ele pode fazer 20 horas no veículo ou, no mínimo, 15 horas no veículo, complementando com 5 horas no simulador", diz o secretário-executivo do Conselho, Jerry Dias.

Reclamações no site do Reclame AQUI

Nos últimos 5 meses, 161 reclamações foram registradas contra a categoria de auto escolas, no site do Reclame AQUI, contra 147 no mesmo período em 2018. Ou seja, ocorreu um aumento de 9,5% nas queixas.

Segundo um levantamento feito pelo Reclame AQUI Notícias, em 2019, 14,2% do total de reclamações relatadas são sobre os simuladores disponíveis nas auto escolas cadastradas no site.

Leia: Cobrar taxa de desperdício de comida é ilegal? Tire suas dúvidas

Leia tudo sobre

Automóveis Feed

Faça um comentário