Seu voo atrasou com a greve? Veja seus direitos!

Ao menos 11 aeroportos já estão com o estoque de combustível esgotado

Getty Images

Nesta sexta-feira (25), o estoque de combustível de ao menos 11 aeroportos brasileiros se esgotou devido a paralisação dos caminhoneiros, que estão em greve desde segunda-feira (21) por conta da alta do preço do diesel.

No Distrito Federal, 9 voos já foram cancelados e aqueles que pousarem no Estado e que precisem de abastecimento ficarão em solo até que a situação seja normalizada e o combustível seja fornecido. Em Recife, já são 8 voos cancelados e um informe da administração do aeroporto apontou que o abastecimento está indisponível.  

A recomendação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) é que de os passageiros com voos marcados para os próximos dias consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos.

Confira tudo sobre a greve no Especial ReclameAQUI Greve dos Caminhoneiros!

Para os passageiros que forem prejudicados pelo cancelamento de voos, as empresas aéreas adotaram um plano de contingência, que prevê a remarcação das viagens sem custo, dependendo da empresa.

Aeroportos sem combustíveis

Brasília (DF); Carajás (PA); Goiânia (GO); Ilhéus (BA); Juazeiro do Norte (CE); Maceió (AL); Palmas (TO); Recife (PE); São José dos Campos (SP); Uberlândia (MG); Vitória (ES).

Quais são meus direitos em caso de voo cancelado?

De acordo com a Resolução 400/2016 da Agência Nacional de Aviação (Anac), as empresas aéreas devem:

  • Garantir acesso à internet e telefonemas, a partir de uma hora de atraso;
  • Oferecer vouchers de alimentação, a partir de duas horas de atraso;
  • Se o atraso for superior a quatro horas, a companhia deverá oferecer alternativas de acomodação, reembolso e execução do serviço por outra modalidade de transporte que o passageiro escolher.

Veja também: Minha compra atrasou por causa da greve. E agora?

Fonte: G1

Faça um comentário