Sem trégua: Bandeira tarifária de energia elétrica deve se manter vermelha em agosto

Consumidor continuará pagando R$ 5,50 a mais para cada 100 kWh consumidos

ReclameAQUI

Pelo oitavo mês seguido, o bolso do consumidor não vai ter trégua em relação ao preço da energia elétrica. Apesar da melhora no regime das chuvas e da diminuição da demanda prevista de consumo de eletricidade no Brasil, o diretor-geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), Romeu Rufino, afirmou na última terça-feira, dia 28, que a bandeira tarifária de agosto deve continuar vermelha.

Rufino explica que, embora exista uma melhora no cenário de chuvas de julho e haja a tendência de reduzir a demanda de consumo até o fim do ano, as térmicas continuarão ligadas, por enquanto.

Problemas com o abastecimento de energia na sua casa? Reclame AQUI!

O sistema de bandeiras tarifárias foi implementado em janeiro e, desde então, se manteve com a bandeira vermelha. Ela aparece nos meses em que o preço da energia no curto prazo é mais alto, e o consumidor paga R$ 5,50 a mais para cada 100 kWh consumidos.

Segundo dados divulgados pela Aneel, nos primeiros três meses de 2015, os brasileiros já pagaram R$ 2,4 bilhões a mais nas contas de energia por conta da cobrança da bandeira.

As bandeiras tarifárias são uma conta a mais para o consumidor pagar? Se o cidadão reduzir seu consumo, a bandeira muda de cor? Tire suas dúvidas clicando aqui!

Fonte: Estadão

Leia tudo sobre

Aneel Economia Energia

Faça um comentário