Segundo Aneel, bandeira tarifária vermelha pode ter redução de 18%

A possibilidade existe a partir da melhora do regime de chuvas e da redução do consumo de energia

Reclame AQUI

O sistema de bandeiras tarifárias na conta de energia elétrica foi implementado em janeiro deste ano e, desde então, se manteve na cor vermelha. A novidade é que, depois de oito meses, os consumidores podem ter esperança de gastar um pouco menos. 

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou nesta quinta-feira, dia 13, a abertura de uma audiência pública sobre uma proposta que altera a cobrança da bandeira vermelha. Hoje o valor é de R$ 5,50 para cada 100 kWh consumidos; com a mudança, passaria a cobrar R$ 4,50, uma redução de 18%. No caso da tarifa paga pelos consumidores residenciais, a Aneel calcula que redução média na conta de luz deverá ser de 2%.

Conta de luz: Consumidor da Eletropaulo, se atente às mudanças!

Pelos próximos dez dias, a agência receberá contribuições sobre o tema. Uma nova reunião está marcada para 28 de agosto, quando será tomada a decisão final. A intenção é que o novo valor passe a valer a partir de 1º de setembro. 

Qual o motivo da possível alteração?

No entendimento da Aneel, a possibilidade de mudança na bandeira é resultado da melhora do regime de chuvas e da redução do consumo de energia, devido à desaceleração econômica. Esse cenário mais favorável também permitiu o desligamento das térmicas de maior custo.

As bandeiras tarifárias são uma conta a mais para o consumidor pagar? Como foram calculados os custos de cada uma? Tire essas e outras dúvidas clicando aqui!

Saiba mais: Veja o que o consumidor deve fazer quando acontecem muitos apagões

Fonte: G1

Leia tudo sobre

Aneel Energia

Faça um comentário