Restaurante que vendeu pastel com larvas é fechado no RJ

A falta de higiene era causada por uma tubulação de esgoto aberta na cozinha, a Vigilância Sanitária Municipal interditou o estabelecimento.

Se você não é do tipo de pessoa que tem estômago forte talvez seja melhor não continuar a ler esta notícia! Na noite da última quarta-feira, 17, um grupo de amigos foi ao restaurante Bar do Adão, na Tijuca, zona sul do Rio de Janeiro e decidiram pedir o petisco mais famoso da casa – pastel - ao começar a comer o pastel, o grupo notou a existência de larvas saindo do alimento.

A Vigilância Sanitária Municipal informou que o local foi interditado por falta de higiene e porque uma tubulação de esgoto estava rompida na área da cozinha. Segundo o órgão, as denúncias foram feitas através do telefone da Prefeitura 1476.

Foto: Imagem exibe larvas em bandeja do restaurante no Rio (Foto: Lays Charmoun/Arquivo pessoal)

Um amigo da estudante Lays Chamoun, autora do vídeo (assista no Facebook da consumidora), viu o cardápio e pediu um sabor diferente: hambúrguer. Por curiosidade, os amigos pediram para ver como era o recheio, quando foram surpreendidos. "Ele deu uma mordida e foi mostrar para a gente, mas cuspiu na mesma hora. Saía muita larva. No mínimo, umas seis. Elas saltaram e foram para o chão. Lá dentro, o gerente me pediu desculpas e disse que ia recolher todo aquele lote", diz ela;

A estudante conta ainda que um outro cliente acabara de comer o pastel do mesmo sabor e reclamava do gosto estranho, quando viu a denúncia que o grupo fazia. Segundo Lays, o gerente devolveu o dinheiro.

A assessoria de imprensa do Bar do Adão confirmou o incidente e pediu desculpas. Eles afirmaram ainda que já dispensaram quatro funcionários e que trocarão a empresa responsável pela nutrição dos estabelecimentos. Para ser reaberto, o restaurante precisará passar por obra e comunicar a Vigilância Sanitária. Depois disso, ainda precisará ser inspecionado.

Fonte: G1

No Reclame AQUI

O Bar do Adão possui no total 22 queixas, não são muitas, mas acompanhando as abas de 12 meses e 6 meses comprova-se a piora no atendimento dos consumidores vindos através do Reclame AQUI, já que na aba do último ano, a porcentagem de queixas atendidas era de 60%, percentual que caiu para a casa dos 25% na aba do último semestre.

Faça um comentário