Relembre as empresas mais reclamadas nas últimas edições da Black Friday

Queixas do evento de descontos ultrapassaram 39 mil de 2012 a 2017 no Reclame Aqui

Reclame Aqui

A Black Friday Brasil 2018, que acontece no dia 23 de novembro, já está no radar do Reclame AQUI. Durante as últimas edições do evento, monitoramos quais foram as empresas mais reclamadas, os principais motivos das queixas e os produtos em destaque, além de alertar os consumidores sobre golpes, sites falsos e fraudes.  

De 2012 a 2017, foram mais de 39,3 mil reclamações registradas. Confira um balanço geral dos últimos anos:

2015

Com a marca de 4,4 mil reclamações, a edição de 2015 mostrou que o brasileiro comprou menos e pesquisou mais, o que minimizou significativamente o volume de reclamações em relação aos anos anteriores. 

Propaganda enganosa, problema para finalizar compra e divergência de valores foram os três problemas mais recorrentes na Black Friday de 2015. Veja o balanço completo!

A KaBuM!, que no ano anterior ficou em 5º lugar, subiu para o topo das mais reclamadas. O segundo e terceiro lugares ficaram com a Americanas.com e Submarino, respectivamente. Confira a lista:

2016

O brasileiro que enfrentou um 2016 de crise econômica e política se comportou com muita cautela na Black Friday. Foram registradas 2,9 mil reclamações, um terço a menos que em 2015. 

Os três principais motivos de reclamações foram propaganda enganosa, seguido de divergência de valores e problemas na finalização da compra. Veja o balanço completo!

Assim como em 2015, a loja virtual KaBuM! fechou a edição do evento na liderança, seguida da Americanas.com e Submarino

2017

Em 2017, a Black Friday teve aumento de vendas em relação ao ano anterior e, consequentemente, maior número de reclamações. Foram 3,5 mil queixas feitas no Reclame AQUI durante as 24 horas de ofertas.

Propaganda enganosa, problemas na finalização da compra e divergência de valores foram os principais motivos das queixas na Black Friday no ano passado. Veja o balanço completo!

A Magazine Luiza – Loja Online, que em 2016 ficou em 5º lugar, ficou desta vez no topo do ranking de volume de reclamações, seguida da Americanas.com e KaBuM!.

Faça um comentário