Reforço contra a Covid-19: empresa sul-catarinense doa 150 mil máscaras

Material foi distribuído em quatro municípios a profissionais da saúde e segurança pública

Reclame AQUI

Do Sul de Santa Catarina, mais uma atitude solidária com pensamento no coletivo. A iniciativa de uma empresa de ferragens impactou positivamente os serviços de segurança pública e de saúde durante a pandemia: cerca de 150 mil máscaras de proteção foram doadas. Profissionais de hospitais, polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e unidades de pronto atendimento dos municípios Criciúma, Içara, Tubarão e Joinville receberam esse reforço no combate ao novo coronavírus.

A doação nesse momento aconteceu porque em meados de janeiro o dono da empresa teve um insight estratégico. Na época, quando o novo coronavírus atingia a China com força, clientes de outros estados brasileiros, também da Ásia e da Europa, passaram a procurar em maior volume pelo produto na empresa sul-catarinense.

“Na hora me veio um insight de que esse vírus poderia chegar ao Brasil. E se chegasse em Criciúma também? Como temos um estoque grande porque atendemos a indústria, na hora minha ação foi bloquear esse estoque e se precaver. Se não nos atingisse, colocaria à venda novamente depois. Só pensei em cuidar: da empresa, do bairro, da cidade até onde o braço alcançar”, contou o empresário, que preferiu ter a identidade preservada.

Por conta de um decreto do Governo do Estado de Santa Catarina, a empresa ficará fechada por sete dias. Para isso, a empresa montou um planejamento estratégico e preparou fornecedores - apesar de muitos deles estarem no mesmo ritmo – e consumidores, que compreenderam a ação e a gravidade do momento. Sendo assim, alguns setores da empresa estão com as atividades completamente paradas, e outros, em home office. Por enquanto, por esse período, mas ainda é tudo incerto.

“Essa foi uma forma bem pequena de ajudar. A gente sabe que os profissionais de saúde vão passar dificuldades. Cuidando da nossa saúde, da gente, é possível ajudar os outros. Chegou a hora de fazermos a nossa parte e entender a gravidade desse momento crítico. E o que vem depois disso tudo é um desafio sem tamanho para todos nós”, finaliza o empresário.

Leia tudo sobre

Feed Novo Coronavírus

Faça um comentário