Rede de Apoio: um mês de voluntariado, histórias, doações e carinho

Em seus primeiros 30 dias de atividade, projeto do Reclame AQUI já facilitou a ajuda a centenas de famílias pelo Brasil

Reclame AQUI

Ressignificar. Essa é a palavra adotada pelo Reclame AQUI na pandemia. Repensar as ações da empresa e ampliar seu impacto positivo no mundo e na vida das pessoas a fez chegar na Rede de Apoio, que já completou um mês de atividades. Nesse período, a ação “deu match” em centenas de histórias por 15 estados brasileiros. E fez cruzar o caminho de quem precisava de ajuda por conta das necessidades geradas pela crise de Covid-19 com quem esteve – e ainda está – disposto a tornar a vida do outro melhor.

Uma rede de voluntários para fazer o match acontecer

Quem faz as histórias se conectarem são os voluntários, colaboradores do Reclame AQUI que reservam um pouco do seu tempo. A Aline Katyucha, que é gestora de Experiência do Cliente no Reclame AQUI, também está voluntária do projeto e diariamente é impactada por alguma história.

“Já faz um mês que estamos trabalhando duro, dia e noite, de segunda a segunda, tentando conectar o máximo de ajuda, tentando minimizar um pouquinho que seja as marcas que essa fase de pandemia vai deixar. Quantas histórias, quantas dores e quanta solidariedade estamos vendo na Rede de Apoio do Reclame AQUI. Orgulho e gratidão por cada lágrima que não consegui segurar, de alegria pela felicidade do outro lado, de tristeza por me sentir tão impotente por não conseguir ajudar...”, conta emocionada.

No vídeo, a Aline conta um pouco mais da experiência dela e a relação de carinho com uma das pessoas ajudadas, uma moradora de Salvador (BA).

 

 

Colaborações pela Rede de Apoio se espalham pelo Brasil

A página da Rede de Apoio já teve mais de 64 mil visualizações, ou seja, pessoas lêem as histórias. Em média, o projeto recebe 25 pedidos de ajuda todos os dias. São pessoas que já foram beneficiadas em São Paulo, Bahia, Belo Horizonte, Distrito federal, Santa Catarina, Rio de Janeiro. E que embora peçam desde emprego, cestas básicas, produtos de higiene, ajuda para quitar as contas básicas do mês, também usam o espaço para desabafar as angústias geradas pela situação delicada. Todos os pedidos recebem a atenção dos voluntários.

 

Como pedir ajuda e colaborar?

Para estar na Rede de Apoio, basta acessar o site do Reclame AQUI. O banner do projeto está no topo do site, e a dinâmica é simples: clique em “Preciso de Ajuda” ou “Quero Ajudar”. A partir daí, o cidadão se cadastra contando sua história e sua necessidade ou apresentando o tipo de ajuda que está disposto a oferecer.

Leia tudo sobre

Feed Rede de Apoio

Faça um comentário