Queixas contra o Metrô de São Paulo triplicaram em comparação a 2017

Para os usuários do transporte, a qualidade do serviço prestado é o problema mais frequente

Divulgação

Segundo um levantamento feito pelo Reclame AQUI, a quantidade de reclamações sobre os serviços prestados pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) aumentou em 111,66%, o que significa que o número de queixas duplicaram entre janeiro e novembro de 2018 em comparação com o mesmo período de 2017. Já as queixas contra o Metrô de São Paulo triplicaram (236,53%). Em um ano, as reclamações saltaram de 104 para 350.

Os principais problemas relatados pelos usuários da CPTM em 2018 são, respectivamente: qualidade do serviço prestado, atraso, baixa qualidade, demora na realização do trecho e instalação/reparo não concluídos.

Para os usuários do Metrô, a qualidade do serviço prestado também segue na liderança dos problemas mais frequentes. Seguido de instalação/reparo não concluídos, mau atendimento, comportamento do profissional e baixa qualidade.

Posicionamento das empresas

O Reclame AQUI Notícias tentou entrar em contato com as empresas, mas não obteve nenhum sucesso até o fechamento da matéria.

Em nota para o portal G1, a CPTM se posicionou somente sobre os atrasos dos trens. “O aumento no número de usuários impactou no tempo de embarque e desembarque nos horários de pico e no número de reclamações”, esclareceu.

Já leu? Contratos de estágio não assinados pela faculdade geram queixas no Reclame AQUI

Faça um comentário