Produtos seminovos são saída para economizar, mas a compra exige cuidados

Empresa deve oferecer nota fiscal e garantia do produto

Reprodução/Internet

Diante da crise que o país passa, comprar um eletroeletrônico, roupa, carro ou qualquer outro item seminovo é uma boa opção. Nesse tipo de aquisição, é importante que o consumidor saiba que seus direitos são os mesmos de quando compra um produto novo. Além disso, alguns cuidados devem ser tomados!

Ao adquirir algo seminovo, seja diretamente de uma empresa ou de um revendedor, o consumidor deve saber exatamente o que está sendo vendido e suas condições. A companhia deve fornecer nota fiscal com a situação do produto especificada e garantia de 90 dias.

No caso específico de aparelhos celulares, por exemplo, é necessário certificar junto à Anatel se o produto ainda permanece com um código de identificação (IMEI) válido. Verifique também, antes de fechar a compra, se todas as funções do aparelho e o leitor do chip estão operando. Além disso, exija os acessórios do celular e a nota fiscal. Caso o vendedor não a tenha mais, pode pedir uma segunda via na loja onde o comprou. 

Sobre a aquisição de carros seminovos, algumas medidas são necessárias. Entenda tudo clicando aqui!

Pesquise

Nossa dica nesses casos é a mesma de sempre: pesquise! Saiba se está comprando algo lícito, procure a política de venda da empresa e suas garantias. Utilize o Reclame Aqui para saber quais as queixas mais comuns, além da reputação e o atendimento da empresa.

Tem alguma dúvida sobre seus direitos na compra de um produto seminovo específico? Deixe sua sugestão nos comentários, podemos te ajudar!

Fontes: R7/Tech Tudo

Leia tudo sobre

Direitos do consumidor

Faça um comentário