Posso vender ou ainda consigo comprar ingressos na Olimpíada?

Confira as dicas para quem ainda sonha em ir aos Rio de Janeiro curtir os jogos

Divulgação

Comprar ingressos para os Jogos Olímpicos foi um desafio bem difícil para muitos torcedores. Quem conseguiu, com certeza comemorou, mas verdade seja dita, quem não comprou qualquer ingresso só por falta de opção e só para ter o gosto de viver a experiência de ir ao maior evento esportivo do mundo? E se ele se arrepender, o que fazer? Boas notícias!

Até o decorrer dos jogos será possível comprar ou vender ingressos. Conversamos com o diretor de ingresso do comitê RIo 2016, Donovan Ferreti, e ele contou quem quiser vender um ingresso porque não poderá mais usar, pode usar a revenda do site oficial do evento. O valor total é ressarcido para o torcedor.

Posso dar/ vender para amigo ou familiar?

Sim. O ingresso é nominal, mas isso não impede de você vender para outra pessoa. "A dica é claro vender ou doar para alguém de confiança. O ingresso não pode ser vendido acima do valor, porque pode ser considerado cambismo. Outra coisa que pode acontecer é essa pessoa que comprou seu ingresso repassar para um terceiro e, se o seu ingresso cair na mão de um cambista e a polícia ter acesso, a investigação vai procurar o dono do ingresso pelo nome de quem comprou", alertou Donovan.

E se eu comprei um ingresso de amigo e tiver problemas para entrar?

Para passar o ingresso é muito simples: o voluntário vai passar um scanner no código de barra e liberar a entrada. "Se acontecer qualquer problema, não reconhecer a leitura, o voluntário vai orientar o torcedor até a bilheteria para uma conferência. Se o ingresso não for falso e estiver tudo certo com as informações, será reimpresso outro, sendo a pessoa dona do ingresso ou não".

O que acontece se eu comprar um ingresso revendido?

Qualquer ingresso que for revendido (ou devolvido) pelos canais oficiais pode ser repassado para outro titular. É como se fosse uma nova venda do mesmo ingresso. O problema é se alguém vender um ingresso para um amigo e, depois disso, fazer a revenda sem avisar o comprador. "Ou seja, quem comprou vai apresentar um papel original na entrada do evento, mas não poderá entrar. Por isso, tanto quem compra como quem vende para terceiros sempre deve fazer isso com pessoas de confiança", reforça o diretor de ingressos.

Que cuidados devo ter com meu ingresso?

Cuide do seu ingresso! Como qualquer documento de comprovação importante, não deve ser danificado, amassado ou perdido. "Na fila dos eventos, evite exibir seus ingressos e só mostre ele quando estiver perto dos seguranças do evento", recomenda Donovan.

Caso o ingresso seja perdido ou roubado, a primeira coisa a fazer é um boletim de ocorrência numa delegacia mais próxima. Com o BO em mãos, é possível imprimir outro ingresso. "Como esses crimes podem acontecer minutos antes do evento, pode ser muito difícil fazer o BO em tempo hábil, por isso é bom ficar muito atento com seu ingresso para evitar dor de cabeça".

Posso comprar ingressos de meia entrada?

Se você comprar um bilhete de terceiros de estudante, pode utiliza-lo sem problemas. Se você também for estudante, leve algum documento que comprove. Caso você não seja estudante, terá de pagar a diferença do valor na bilheteria.

A bilheteria aceita dólar?

Não! As bilheterias só aceitam cartões de crédito e débito da patrocinadora do evento, ou pagamento em real.

Qual o valor dos ingressos?

Se alguém te oferecer um ingresso acima de R$ 1,2 mil para algum jogo, pode desconfiar. "Os ingressos para os jogos variam de R$ 40 a R$ 1,2 mil para algumas finais. São mais de 40 modalidades, então cada esporte e fase da competição têm um preço. Para cerimônia de abertura, os ingressos variam de R$ 200 a R$ 4,6 mil, e para encerramento, de R$ 200 a R$ 3 mil. Qualquer valor fora disso, dependendo da ocasião, pode ser o prática ilegal. Fique atento!", reforça.

Faça um comentário