Pesquisa Reclame AQUI: crise da pandemia afeta compras de Dia das Mães

Levantamento feito com 21.400 visitantes do site mostra consumidor cauteloso e econômico

Reclame AQUI

Mais um Dia das Mães acontece em meio à pandemia de Covid-19, e agora com o Brasil em uma situação ainda mais crítica do que no ano anterior. E o prolongamento da crise sanitária, e seu agravamento, agora causam ainda mais impactos no comportamento do consumidor. É o que mostra a pesquisa do Instituto Reclame AQUI, realizada entre 23 e 26 de abril, com 21.400 consumidores.

O fato mais revelador do levantamento é que quase metade dos respondentes não pretende comprar presente neste Dia das Mães: 49,6%. Este dado é importante por evidenciar como o atual cenário tem pesado nas decisões do consumidor. Desses que não pensam em presentear, 50,7% alegaram que estão sem condições financeiras de fazer compras, enquanto 27,8% disseram que a mãe já havia falecido, o que também pode estar relacionado à pandemia.

Para Felipe Paniago, CMO do Reclame AQUI, “o levantamento mostra o reflexo da situação social e econômica atual dos consumidores brasileiros. Do ponto de vista econômico, o ticket médio fica entre R$100 e R$ 300, valor que aponta a manutenção do preço do presente dado em 2020, quando nessa época estávamos no início da pandemia. Além disso, o fato de a grande maioria afirmar ter comprado o presente em loja online reforça o novo hábito de consumo para o e-commerce.”

Entre os que já compraram presentes, 69,4% o fizeram pela internet. Por outro lado, a data este ano mostra uma tendência um pouco diferente, marcada não pelos eletroeletrônicos, TVs e celulares como presentes, mas sim por roupas, calçados e cuidados pessoais (58,4%). Isso também pode ser um indicativo da tentativa do consumidor de economizar, uma vez que o valor desses produtos costuma ser mais baixo que o de eletrônicos.

Comportamento do risco

Apesar da pandemia estar ainda ditando a conduta do consumidor em relação às suas finanças, o mesmo parece não valer para as precauções contra a Covid-19. Os dados da pesquisa mostram um relaxamento maior por parte das pessoas, com 66,2% afirmando que a pandemia não vai ser um impeditivo para estar com a mãe na data. Além disso, entre aqueles que já compraram presente de Dia das Mães, 60,9% têm a intenção de entregar pessoalmente, sendo que a pandemia não será um problema.

Felipe Paniago lembra que “ainda vivemos no Brasil um período bem crítico da pandemia de Covid-19, e isso merece muita atenção. O dado é preocupante, pois apesar da vacinação já ter começado, um percentual baixo da população foi vacinado e grande parte das mães se encontra no grupo de risco. E temos boa parte dos estados brasileiros em fase vermelha, muitas restrições, indicação de reforço de isolamento social e medidas de higiene bem rígidas a respeitar.”

Faça um comentário