Ovos de Páscoa: do que os consumidores mais estão reclamando

Aumento de queixas no último ano é, principalmente, por conta da diminuição dos produtos

Sergio Carvalho/Folhapress

Consistência estranha, embalagem aberta, sabor ruim. Estes são alguns dos motivos que levaram compradores de ovos de Páscoa a abrirem 138 queixas no Reclame AQUI, de 1º janeiro a 25 de março, para as fabricantes de chocolates e supermercados.

No ano passado, foram apenas 33 reclamações. O aumento de mais de 300% deve-se, principalmente, às queixas sobre o conteúdo menor do que indicado na embalagem dos ovos de Páscoa.

Segundo pesquisa do O Globo, as reduções de tamanho dos ovos chegaram a mais de 30%. A portaria 81 do Ministério da Justiça não proíbe a prática da diminuição, mas existem regras. Se o produto mudar de tamanho, todas as alterações devem estar na embalagem (a existência da alteração e a quantidade do produto antes e depois da mudança).

Veja: Como anda o atendimento das fabricantes de ovos de Páscoa

O ovo Prestígio, da Nestlé, por exemplo, diminui de 240g para 195g (19%), e o Serenata de Amor Garoto de 220g para 190g (14%) – ambos são vendidos por R$ 37,99. Quem procurou o ovo Chocolate Branco Arcor percebeu a queda de peso de 220g para 183g (32%), custando R$ 17,99.

O que fazer?

O consumidor que se encontrar em situações de injustiça diante da qualidade, valor ou propaganda dos ovos pode questionar o fabricante através de canais de atendimento ou pelo Reclame AQUI. Como última saída, o consumidor pode buscar o auxílio da justiça comum ou especial para resguardar seu direito.

Faça um comentário