Ônibus em SP testam pagamento de tarifa com cartão de crédito e débito

No entanto, o uso da tecnologia não possibilita o uso de mais de um ônibus por tarifa nem integração com trens e Metrô

Reprodução

A partir desta segunda-feira, dia 16, começa o pagamento das tarifas de ônibus com cartões de crédito e débito na cidade de São Paulo. Esse é um projeto-piloto da prefeitura em 200 ônibus de 12 linhas.

Para utilizar o novo sistema é necessário ter um cartão de crédito ou débito ou qualquer equipamento eletrônico que tenha tecnologia de pagamento por aproximação, como smartwatches e celulares. O serviço valerá apenas para cartões físicos ou digitais com a tecnologia NFC (contactless), que funciona por aproximação e sem o uso de senha.

A cobrança é feita assim que o passageiro encosta o equipamento ou o cartão no validador do ônibus, como é feito com o Bilhete Único. Por enquanto, as bandeiras de cartão aceitas são Mastercard e Visa.

No entanto, o uso da tecnologia não possibilita o uso de mais de um ônibus por tarifa nem integração com trens e Metrô, como acontece com o Bilhete Único.

O projeto-piloto terá duração de 3 meses ou até que atinja 500 mil transações. Ele englobará 12 linhas de ônibus, o que corresponde a cerca de 200 veículos, que atendem cerca de 2,9 milhões de passageiros por mês, segundo a Prefeitura.

Linhas que participarão do projeto

  • 917M/10 - Metrô Ana Rosa/Morro Grande
  • 917M/31 - Metrô Ana Rosa/ Morro Grande
  • 9500/10 - Praça do Correio/Terminal Cachoeirinha
  • 9300/10 - Terminal Parque Dom Pedro II/Terminal Casa Verde
  • 908T/10 - Butantã/Parque Dom Pedro II
  • 2002/10 - Terminal Bandeira/Parque Dom Pedro II
  • 2590/10 - Parque Dom Pedro II/União VI. Nova
  • 4031/10 - Metrô Tamanduateí/Parque Santa Madalena
  • 5129/10 - Terminal Guarapiranga/Jardim Miriam
  • 5129/41 - Santo Amaro/Jardim Miriam, 6030/10 -Terminal Santo Amaro/UNISA-CAMPUS 1
  • 675R/10 - Metrô Jabaquara/Grajaú
  • 715M/10 - Largo da Pólvora/Jardim Maria Luiza
  • 807M/10 - Shopping Morumbi/Terminal Campo Limpo

Já leu? Saiba quais são seus direitos durante a grave dos Correios

Fonte: G1

Faça um comentário