Novo saque do FGTS será liberado a partir de junho

Cada trabalhador poderá sacar um valor de até R$ 1.045 de suas contas

Reclame AQUI

A partir do dia 15 de junho, os trabalhadores poderão fazer novo saque de FGTS de contas ativas e inativas. A nova rodada foi autorizada por Medida Provisória anunciada esta semana pelo Governo Federal para auxiliar os trabalhadores e injetar pouco mais de R$ 35 bilhões na economia, beneficiando 60 milhões de trabalhadores.

Será permitida a retirada até R$ 1.045 das contas (um salário mínimo), mesmo quem tem mais de uma conta no FGTS terá um limite total de R$ 1.045 para sacar. O prazo para retirar o dinheiro termina dia 31 de dezembro de 2020. 

O cronograma para os saques ainda será definido pela Caixa Econômica Federal, e será permitido o crédito automático para quem tem conta no banco desde que o trabalhador não se manifeste negativamente, ou o crédito em conta bancária de qualquer instituição financeira, indicada pelo trabalhador, mas precisa ser da mesma titularidade.

Trinta milhões de trabalhadores devem zerar suas contas de FGTS

Conforme informou o site G1, a dinâmica da retirada do recurso será igual à que foi realizada recentemente. Será sacado o valor que tem na conta até R$ 1.045. Se o trabalhador tiver menos de R$ 1.045 na conta, poderá sacar o que tiver de saldo e zerar os valores. De acordo com secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, com esse saque, 30 milhões de trabalhadores devem zerar suas contas no fundo.

O secretário ainda explicou que o governo não está depositando recursos nas contas individuais dos trabalhadores. Para poder fazer o saque de até R$ 1.045, valor de um salário mínimo, os trabalhadores precisarão ter os recursos em suas contas, caso contrário, não haverá recurso para saque.

Fonte: G1

Leia tudo sobre

Feed FGTS Novo Coronavírus

Faça um comentário