Ministro acredita na queda da conta de luz em 2016, e você?

Braga diz que medidas do realismo tarifário não devem pesar tanto no bolso do consumidor

Reprodução

O consumidor passou por constantes aumentos na cobrança da energia durante o ano de 2015. Com a bandeira vermelha mantida desde janeiro, a tarifa sofreu acréscimo de R$ 5,50 para cada 100 kWh consumidos. O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, no entanto, acredita que a conta de luz vai ficar mais barata para o consumidor final, ao longo de 2016.

Segundo Braga, as medidas do chamado "realismo tarifário", que incluíram a criação de programas como as bandeiras tarifárias - que repassam o custo da energia para a conta do consumidor conforme aumenta o acionamento das térmicas -, não devem pesar tanto no bolso do consumidor como se viu em 2015.

Sabia? Consumidor deve ser avisado com antecedência sobre corte, reparo ou interrupção de energia elétrica

"A pressão do realismo tarifário passou. Agora teremos um passo a passo seguro, de certo modo conservador, mas com viés de baixa", disse Braga. "Teremos declínio tanto no custo de geração de energia quanto na tarifa de energia elétrica. Não será uma redução abrupta, mas sim planejada e constante".

E você, confia que haverá de fato uma mudança nos gastos em 2016? Deixe seu comentário contando!

Fonte: Exame

Leia tudo sobre

Economia Energia

Faça um comentário