Mais de mil multas já foram aplicadas desde o início dos Jogos no Rio

Recado para a população é que o carro não é uma boa opção até o dia 22

Daniel Coelho

Desde o início dos Jogos Olímpicos, no dia 3 de agosto, mais de mil multas de trânsito foram aplicadas no Rio. Ao todo, 1.123 motoristas foram multados por estacionamento proibido. Outros 568 carros foram rebocados em razão do fechamento de vias para as provas olímpicas de ciclismo de estrada no sábado (6) e domingo (7).

O diretor da CET Rio, Joaquim Dinis, afirmou que considera o número de multas razoável. "O número de multas aumentou porque nas provas de rua você não pode ter veículos estacionados. Este número é razoável, considerando 140 km de vias fechadas na cidade para estas provas, que são os maiores desafios da Olimpíada em matéria de mobilidade", declarou. 

Pedro Junqueira, chefe do Centro de Operações Rio, disse que o recado para a população é que o carro não é uma boa opção até o dia 22 de agosto. “A gente diminuiu muito a oferta de vias para a população circular. A forma de diminuir isso é tendo menos carros nas ruas. Precisamos reforçar isso", afirma.

"Nesses 17 dias, temos que pensar nos atletas. Pedimos aos motoristas que deixem de ser motoristas e virem passageiros", reforçou Dinis.

Interdições

Oitenta e cinco vias foram bloqueadas entre os dias 3 e 7 de agosto, no Maracanã, Deodoro, Engenhão, Barra, Sambódromo, além dos bairros nas provas de ciclismo de estrada, o bairro do Leme e os "live sites" (locais onde é possível ver shows e transmissões dos jogos) espalhados pela cidade.

Duzentas e cinquenta mil pessoas passaram pelo Boulevard Olímpico, na Praça Mauá, nos três primeiros dias de funcionamento da atração.

Veja: Posso vender ou ainda consigo comprar ingresso na Olimpíada?

Nas 25 unidades de saúde municipais credenciadas para a Olimpíada, foram 189 atendimentos, pelo menos 20% de estrangeiros, principalmente na Zona Sul e na Barra da Tijuca. Os casos mais numerosos foram de diarreia, hipertensão, cólicas, resfriados, náuseas e contusões.

Fonte: G1

Faça um comentário