Itaú Unibanco indenizará clientes por correção de planos econômicos

Valores acima de R$ 5 mil serão parcelados em até quatro anos

Gustavo Luizon

Nesta última quinta-feira (1), o Itaú Unibanco anunciou que indenizará todos os clientes que reivindicaram, judicialmente, o ressarcimento dos planos econômicos Bresser (1987), Verão (1989) ou Collor (1991), e que tenham aderido integralmente a todas as etapas do acordo.

As indenizações serão pagas em uma única parcela por meio de crédito em conta no Itaú. Para os clientes que tiverem o ressarcimento de até R$ 5 mil, o banco terá que realizar o pagamento à vista. Já valores acima disso serão parcelados em até quatro anos, segundo o acordo firmado entre a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e os representantes dos poupadores.

“Embora partindo de posições divergentes, temos de reconhecer que, após 25 anos de discussão judicial, o acordo era a solução mais adequada para pôr fim à pendência”, afirma Candido Bracher, presidente-executivo e CEO do Itaú Unibanco.

Os poupadores deverão aderir ao acordo, por meio se seus advogados, em um site que será criado pela Febraban nos próximos 60 dias.

Já teve algum problema com o banco? Reclame AQUI!

Veja também: ANS suspende a venda de 44 planos de saúde de 17 operadoras

Fonte: Destak/InfoMoney

Leia tudo sobre

Bancos Feed Indenização

Faça um comentário