Ipem encontra irregularidades em 26% dos itens típicos de festas juninas em SP

Entre os itens avaliados estão paçoca, pé-de-moleque, vinho e itens de decoração

Reprodução

O mês junino é sempre de muita festa caipira, música sertaneja e muitos comes e bebes típicos. E em meio a tanta festa, nunca lembramos de verificar se nós, consumidores, estamos realmente consumindo aquilo que as barraquinhas ou empresas terceirizadas prometem nestes eventos.

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem) realizou uma operação, onde foram encontradas irregularidades em 26% dos produtos típicos de festa junina. Dos 46 produtos analisados, 12 apresentaram alterações de quantidade, peso ou volume.  

"O objetivo da operação foi verificar a fidelidade das indicações de quantidade, peso ou volume nas embalagens de produtos típicos", informou o Ipem.

Itens analisados

Entre os itens avaliados estão paçoca, pé-de-moleque, vinho, pinga, milho para pipoca, amendoim, canjica, fubá, doce de abóbora, itens de decoração e fogos de pequena potência (biriba, estalo, traque, fósforo de cor).

Na capital, foram avaliados 12 itens, sendo que três deles (25%) entregavam ao consumidor menos que o prometido. O município de Bauru teve seis produtos verificados, sendo um (17%) reprovado. Em Campinas, dos oito produtos avaliados, um (12%) apresentou alteração.

Na cidade de Ribeirão Preto, sete produtos foram verificados, mas um (14%) apresentou erro. Em São Carlos, dos sete produtos verificados, um (14%) foi reprovado. Em São José do Rio Preto, foram verificados seis produtos, sendo que cinco deles (83%) estavam irregulares.

As empresas autuadas têm 10 dias para apresentar defesa ao órgão. As multas podem chegar a R$ 1,5 milhão.

Veja aqui a lista completa dos itens reprovados!

Leia: Shoppings terão horários alterados durante os jogos do Brasil

Fonte: Destak/Governo de São Paulo

Faça um comentário