Estocar alimentos? Seja estratégico ao fazer compras no supermercado

Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) informa que o abastecimento segue dentro da normalidade

Reclame AQUI

Com a recomendação de evitar locais com muita aglomeração e o fato de muitas empresas adotarem o regime de home office nos próximos dias, consumidores iniciaram uma corrida aos supermercados para reforçar as despensas com mantimentos e se manter mais em casa. Desde a semana passada, circularam em grupos de WhatsApp imagens de prateleiras vazias em alguns mercados, e alguns consumidores afirmam que já não encontravam papel higiênico, por exemplo.

Em nota, a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) informa que o abastecimento segue dentro da normalidade e que monitora a situação de forma permanente. Confira:

“O aumento nos casos de coronavírus tem gerado maior procura por álcool gel, que é um produto preventivo para essa doença, e também por alguns itens de primeira necessidade, como papel higiênico, por exemplo. Contudo, não há registros de desabastecimento das gôndolas, especialmente em relação a itens essenciais para o consumo das famílias.

 A entidade, junto com as 27 associações estaduais de supermercados, está monitorando essa questão de forma permanente e também destaca que todos os elos que integram a cadeia de abastecimento (produtores, indústrias, distribuidores, transportadores e varejo) estão empenhados em manter a qualidade operacional das mais de 89 mil lojas do setor, que atendem, diariamente, mais de 27 milhões de consumidores”.

Em entrevista à Agência Brasil, o presidente da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj), Fábio Queiróz, afirmou que não há necessidade de estocar alimentos e correr aos supermercados e garantiu que os supermercados estão preparados para atender a demanda. Além disso, ressaltou que a reposição pode não estar ocorrendo na mesma velocidade que os consumidores têm retirado os produtos das prateleiras. 

 

Dicas para a compra estratégica no supermercado

O Reclame AQUI separou algumas dicas que podem ajudar você a não sair do seu orçamento, a evitar o desperdício, a evitar aglomerações e garantir que haverá comida suficiente enquanto você precisa ficar mais dias em casa:

  • Não se apavore! Vá às compras para repor o que é básico. Compre com sensatez.
  • Faça uma lista do que você tem na geladeira, freezer e armários.
  • Cereais, grãos e vegetais podem render ótimas e simples combinações seja de café da manhã até no almoço.
  • Trace um plano alimentar de 15 dias, estratégico, com alimentos de vida útil mais prolongada
  • Não precisa comer a mesma comida todos os dias, mas procure reaproveitar esses alimentos em mais refeições, como as carnes e arroz, por exemplo.
  • Algumas frutas e verduras podem ser congeladas e depois ser consumidas cozidas no vapor.
  • Se faltar espaço no congelador, distribua os alimentos em porções menores, fora das embalagens originais e você ganha mais espaço

Fonte: Huffpost/Agência Brasil

Leia tudo sobre

Dicas Feed Novo Coronavírus

Faça um comentário