Dezembro já soma 11,8 mil reclamações sobre Natal

Principal motivo de queixa é atraso na entrega ou produto não recebido

Divulgação

O Reclame AQUI levantou as reclamações deste mês que citam o termo “Natal” no texto das postagens. Segundo estudo, de 1º a 20 de dezembro foram 11.852 reclamações, praticamente o mesmo volume que no mesmo período do ano passado, quando foram registradas 11.613 queixas.

Mais da metade dos problemas com a palavra “Natal” se refere a demora na entrega e produto não entregue, que representam 52,6%. Seguido de produto errado (4,1%), propaganda enganosa (3,4%), estorno do valor pago (3,1%) e problemas na finalização da compra (2,8%).

Veja também: 31% dos consumidores deixaram para comprar presentes na última hora

"Nos últimos dias que antecedem o Natal, o consumidor que não recebeu seu produto deve exigir um posicionamento da empresa que ainda não entregou, por isso os problemas com atraso na entrega disparam nessa fase. Quanto antes ele resolver o problema, melhor", destaca o diretor de operações do Reclame AQUI, Felipe Paniago.

As três categorias que mais tiveram reclamações sobre Natal em 2018 foram lojas virtuais, com 51,9%; moda, confecção e calçados, com 5,3%; e transporte (taxi, ônibus, aéreo etc), com 4,1%.

Leia tudo sobre

Natal Pesquisa

Faça um comentário