CPF poderá se tornar documento único do cidadão

CNH e passaporte ficam de fora, já que são passíveis de apreensão

Reprodução

O CPF pode se tornar, em breve, o documento único dos brasileiros. O governo federal está finalizando um decreto, que passará por ajustes e deve ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro nos próximos dias.

A ideia é ter apenas um número geral para o cidadão. O decreto foi elaborado para reduzir as exigências para a verificação das informações declaradas pelos usuários ao estabelecer que o procedimento de identificação dos cidadãos.

Não se trata da criação de um novo documento, mas sim de uma unificação dos já existentes. O CPF passaria a valer como número de carteira de trabalho, PIS/Pasep, certificado de reservista e título de eleitor.

Exceções

Após a publicação do decreto, os órgãos terão três meses para alterar seus sistemas e usar o CPF como o registro único. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o passaporte ficam de fora da lista, já que são passíveis de apreensão.

Fontes: Veja/Olhar Digital

Leia tudo sobre

Cidadania

Faça um comentário