Consumidores gastaram entre R$ 200 e 500 neste Carnaval

Pesquisa Reclame AQUI ouviu 7,2 mil consumidores entre os dias 6 e 7 de março

Reclame AQUI

Uma pesquisa inédita realizada no site Reclame AQUI com mais de 7 mil consumidores sobre Carnaval 2019 revelou o comportamento do brasileiro durante os dias da festa popular. Em média, os foliões que curtiram nos bloquinhos, nos sambódromos e mesmo os que foram viajar ou preferiram aproveitar em casa gastaram entre R$200 e R$500.

Os que optaram por ficar em casa tiveram seus maiores gastos com compras no mercado (56,6%). Para quem viajou, foi com comida (24,8%) e pedágio (23,8%). Nos bloquinhos 54% gastaram mais com bebidas e no sambódromo com ingressos e abadás (35,4%).

Transporte

Ainda segundo o estudo, pessoas que curtiram o Carnaval em sambódromos ou bloquinhos esse ano usaram, táxi (29%) e transporte público (41%), respectivamente,  para se locomover entre as atrações.

Confira abaixo todos os dados da pesquisa:

Quanto o consumidor gastou durante o Carnaval?

Até R$ 100 25,30%
Entre R$1.000 e R$2.000 5,60%
Entre R$100 e R$200 21,40%
Entre R$200 e R$500 28,50%
Entre R$500 e R$1.000 12,60%
Mais de R$2.000 6,60%

 

 

 

 

Onde o consumidor mais curtiu o Carnaval?

Em casa 77,78%
Fui viajar 12,91%
No sambódromo 0,89%
Nos bloquinhos 8,42%

 

 

 

Com o que o consumidor mais gastou?

  • Para quem ficou em casa:
Compras no mercado 56,67%
Comer fora (café na padaria, almoço ou jantar em restaurantes) 17,37%
Pedindo comida/bebida em casa (por aplicativo ou telefone) 17,19%
Alugando filmes e/ou séries na TV 8,24%
Fantasias e adereços (confete, serpentina, etc) 0,52%

 

 

 

 

 

  • Para quem viajou:
Comida 24,83%
Combustível (Automóvel próprio) 23,83%
Hospedagem 18,12%
Bebidas (água, suco, refrigerante, alcoólicas) 15,44%
Passagem aérea ou de ônibus 10,23
Pedágio 4,87%
Fantasias e adereços (confete, serpentina, etc) 2,35%
Ingresso/abadá 0,33%

 

 

 

 

 

 

 

  • No sambódromo:
Ingresso/abadá 35,42%
Bebidas (água, suco, refrigerante, alcoólicas) 29,17%
Fantasias e adereços (confete, serpentina, etc) 22,92%
Transporte (público, carro próprio, aplicativo, etc) 10,42%
Comida 2,07%

 

 

 

 

 

  • No bloquinho:
Bebidas (água, suco, refrigerante, alcoólicas) 54%
Transporte (público, carro próprio, aplicativo, etc) 17%
Fantasias e adereços (confete, serpentina, etc) 15%
Comida 9%
Ingresso/abadá 5%

 

 

 

 

Como o consumidor fez para ir?

Transporte Ao sambódromo Aos bloquinhos
Bicicleta ou patinete (própria ou via aplicativos) 7% 1%
Carona com amigos e/ou familiares 2% 5%
Fui a pé 19% 8%
Táxi ou carro por aplicativo 29% 25%
Transporte público (ônibus, metrô, trem, etc) 21% 41%
Veículo próprio (carro, moto, etc) 21% 21%

 

 

 

 

 

 

O que achou dos preços durante o carnaval?

Preços Em casa Fui viajar No sambódromo Nos bloquinhos
Dentro do normal (não reparei em mudança nos preços) 60% 48% 32% 53%
Mais baratos 5% 4% 9% 3%
Mais caros 23% 33% 30% 33%
Um absurdo 11% 15% 30% 10%

 

 

 

 

 

Você foi vítima de preços abusivos?

Opinião Em casa Fui viajar No sambódromo Nos bloquinhos
Sim 67% 62% 59% 57%
Não 33% 38% 41% 43%

 

 

Consumidor gastou mais do que o planejado?

Opinião Em casa Fui viajar No sambódromo Nos bloquinhos
Não 63% 55% 47% 55%
Sim 37% 45% 53% 45%

 

 

Quem gastou mais nesse carnaval?

Gastos Em casa Fui viajar No sambódromo Nos bloquinhos
Até R$100 29% 6% 12% 28%
Entre R$1.000 e R$2.000 4% 15% 5% 5%
Entre R$100 e R$200 23% 10% 14% 27%
Entre R$200 e R$500 29% 28% 12% 28%
Entre R$500 e R$1.000 11% 23% 14% 9%
Mais de R$2.000 5% 16% 44% 3%

Leia tudo sobre

Carnaval Economia Pesquisa

Faça um comentário