Consumidores dão nota 6 para serviços de telefonia e banda larga em pesquisa da Anatel

Atendimentos por telefone receberam piores avaliações por tempo de espera

Reprodução

O serviço duvidoso e o mau atendimento das empresas de telefonia e banda larga não são novidade para nenhum consumidor brasileiro. Não é à toa que elas já foram multadas em mais de R$ 5 bilhões pela Anatel nos últimos 15 anos, e fazem parte dos setores que mais recebem queixas no Reclame AQUI.

Em 2015, a Anatel realizou uma pesquisa com 150 mil pessoas sobre como andam esses serviços, e divulgou o resultado nesta terça-feira, dia 29. Os brasileiros deram nota geral 6 aos serviços. Quando o assunto é o atendimento por telefone e se a empresa resolve o problema, a nota é ainda mais baixa.

A banda larga foi o serviço pior avaliado em nível nacional, com nota 6,58 (em uma escala de 0 a 10), seguida pela telefonia pré-paga, como nota 6,62. A pós-paga recebeu nota 6,72 e a telefonia fixa, 6,97. No Reclame AQUI, a nota do consumidor às respostas das operadoras de telefonia, por exemplo, não passam de 1.

Quer saber como ficaram as avaliações das empresas no seu estado? Confira no site da Anatel a pesquisa completa.

Precisou de reparo

Ainda segundo a pesquisa, um número expressivo de clientes de serviço de telefonia ou banda larga precisaram contatar a prestadora ao longo do segundo semestre de 2015 para resolver problemas de cobrança ou de funcionamento. Entre os consumidores de banda larga fixa, o percentual daqueles que solicitaram reparo chegou a 50,3%.

Entre os clientes de telefonia fixa, 43,3% disseram que entraram em contato com a operadora nos últimos 6 meses para resolver problema de cobrança e 35,9% para solicitar reparo.

Dos usuários de celular pós-pago, 38,6% contataram a operadora para resolver problema de cobrança e 35,8% para alterar o plano. Entre os clientes de plano pré-pago, 32,5% procuraram a empresa para resolver problema na internet 3G ou 4G e 30% para resolver problema de recarga.

Sinal de alerta

Segundo a pesquisa, os aspectos que receberam avaliações mais negativas estão ligados ao tempo de espera para falar com o atendente e à capacidade de resolver os problemas e demandas dos consumidores.

As operadoras desses serviços devem ver os resultados da pesquisa e também suas reputações no Reclame AQUI como um alerta urgente para a melhora na qualidade de atendimento. O presidente do site, Mauricio Vargas, compara as reclamações de empresas bancárias com as de telefonia. “Há dois anos, os bancos resolviam apenas 25% das reclamações, o mesmo acontecia com as empresas de telefonia. Hoje, os bancos resolvem 85% delas e as de telefonia só 25% dos casos”, afirma.

E você, qual nota daria ao atendimento das operadoras? Deixe um comentário contando!

Fonte: G1

Faça um comentário