Construção de carros alegóricos deverão seguir regras do Inmetro

Para presidente, após acidentes deste ano, quesito primordial é a segurança

AgNews

Alguns acidentes nos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro neste Carnaval fizeram com que o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) agilizasse a criação de regras de padronização na construção de carros alegóricos.

De acordo com o presidente do Inmetro, Carlos Augusto de Azevedo, o processo deve demorar entre 3 e 6 meses. Quando pronta, a regulamentação deve abordar todas as fases de construção de um carro alegórico – estrutura, motores e funcionamento do carro no momento do desfile, como a parte elétrica.

“Há normas que usamos para fiscalizar veículos modificados que já poderiam ser imediatamente aplicadas aos carros alegóricos, outras específicas terão que ser desenvolvidas, mas num primeiro momento o importante é pensarmos nos quesitos primordiais de segurança. Uma regulamentação é viva, e pode sempre ser aprimorada”, explica Azevedo.

Além de criar a regulamentação, o Inmetro também deve ser o responsável por vistoriar e aprovar os carros alegóricos antes dos desfiles.

Para a reunião deste mês, serão convocados, a princípio, a Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro, prefeituras, Denatran, escolas de samba de várias partes do país e representantes de trios elétricos, além da participação popular.

Fontes: G1/O Globo

Leia tudo sobre

Carnaval Inmetro Rio de Janeiro

Faça um comentário