Compras feitas de smartphones crescem 25% em um ano

No período de um ano a quantidade de brasileiros que fazem compras através de seus aparelhos celulares aumentou 25%. O valor cresce ainda mais quando se analisa o resultado por canais, aí o aumento é de 82% entre os que usam celular/smartphone para comprar diariamente, semanalmente ou mensalmente, e 55% entre os que usam tablet. A pesquisa da PwC foi feita com 19 mil consumidores ao redor do mundo e mais de mil só no Brasil.

Tendências do varejo

Além da compra em si, o consumidor está utilizando seus dispositivos móveis para pesquisar produtos ,69%, comparar preços, 63%, e pesquisar a localização das lojas físicas (34%). O estudo traz uma fotografia do comportamento do consumo brasileiro e de mais 18 países e indica tendências relevantes para o varejo: Os números mostram que o maior impacto virá da transformação das lojas físicas, do aumento do uso de dispositivos móveis, da presença maciça do consumidor nas redes sociais e das mudanças demográficas.

A chamada “geração digital”, que compreende os nascidos durante a década de 90, tem suas decisões de compras mais influenciadas pelas redes sociais do que as outras gerações. A pesquisa aponta que 49% dos jovens entre 18 e 24 anos seguem as marcas favoritas nas redes sociais. Descobrir marcas (38%), pesquisar feedbacks (30%) ou fazer comentários sobre as marcas (26%) também apresentam uma interação maior entre a geração digital. “Para as varejistas, o dever de casa é planejar o futuro de acordo com as mudanças demográficas”, explica Ricardo Neves, sócio da PwC Brasil.

Ver e tocar os produtos são motivos pelos quais 60% dos consumidores optam por comprar em lojas físicas e a possibilidade de levar o produto imediatamente é a razão apontada por 55%. Para aqueles que preferem comprar pela internet, 54% dos entrevistados é levado a fazer este tipo de compra pelo preço mais baixo.

Os resultados destacam ainda a preocupação dos consumidores com o serviço de entrega das empresas. Este aspecto faz com que quase 50% deles façam o caminho inverso: pesquisem on-line e comprem em lojas físicas. O motivo é simples: evitar problemas e desgastes para receber os produtos. Além disso, a facilidade de devolução e troca dos produtos adquiridos é apontada por 27% como uma das principais razões para realizar compras no estabelecimento.

Fonte: Estado de Minas e MetaAnálise

Leia tudo sobre

Comércio Economia Pesquisa

Faça um comentário