Com média de velocidade abaixo da mundial, internet brasileira ocupa 89º lugar em ranking

Um estudo realizado por uma empresa norte americana mostrou que a internet brasileira ocupa o 89º lugar no ranking mundial com a velocidade média de 3,4 Mbps no primeiro trimestre de 2015, ficando abaixo da média global de 5 Mbps.

Apesar desse número, houve um aumento de 19% com relação ao trimestre passado e de 29% com relação ao mesmo período de 2014. Apenas 31% das conexões brasileiras estão acima de 4 Mbps - velocidade a partir da qual, segundo a Comissão Federal de Comunicações dos EUA (FCC), é considerada uma conexão "banda larga". 

(imagens: Reprodução/Internet)

No Reclame AQUI é fácil encontrar consumidores que relatam essa má qualidade na velocidade de internet banda larga. Um cliente da NET, com reputação "Bom" no site, reclama que está há mais de cinco dias com a internet em baixa velocidade e caindo constantemente. “É impossível utilizar até mesmo para navegações rápidas e com baixo fluxo de informações. Funciona, para, funciona, para, assim o dia todo. Detalhe: quando nos raros momentos que ela funciona, a velocidade é absurdamente lenta”, contesta.

Sua internet não está com a velocidade prometida pela prestadora do serviço? Reclame AQUI!

Outro consumidor, desta vez da Vivo, que possui reputação "Não Recomendado", fala que nunca de fato obteve um serviço de qualidade e ele só piora. “Atualmente está nos incríveis 37 kbps (mais lento que discada), sendo que o serviço contratado seria de 1 MB, isto porque o local onde moro não tem capacidade para uma velocidade maior”, explica.

Falando nisso: Governo promete acesso à banda larga para 95% da população até 2018

O ranking mundial é liderado pela Coreia do Sul (com velocidade média de 23,6 Mbps), seguida pela Irlanda (17,4 Mbps) e Hong Kong (16,7 Mbps). Na América Latina, o Brasil ocupa a 8ª posição. Atrás dele ficaram Panamá, com 3,2 Mbps, Costa Rica (3 Mbps), Bolívia (1,5 Mbps), Venezuela (1,5 Mbps) e Paraguai (1,4 Mbps).

Qualidade da conectividade móvel também é baixa

A velocidade média das conexões móveis também foi abordada pelo levantamento, embora apenas 62 países ou regiões tenham entrado nessa categoria. Os brasileiros pagam duas vezes mais caro pela internet do que países ricos, mas a qualidade está bem abaixo deles.

A média brasileira foi de 2,5 Mbps, um número menor quando comparado às conexões móveis mais ágeis globalmente, como a do Reino Unido, com 20,4 Mbps, da Dinamarca (10 Mbps) e Coreia do Sul (8,8 Mbps). Chile e Colômbia tiveram o mesmo resultado do Brasil, que foi superior ao da Argentina, e inferior ao Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Leia também: Operadora corta bônus de internet dado a cliente em apenas um minuto e Liminar permite bloqueio de internet após atingir limite da franquia

Fonte: Olhar Digital

Leia tudo sobre

Internet Ranking

Faça um comentário