Cidades de São Paulo adotam restrições com feriado prolongado: veja serviços impactados

Medida busca conter avanço da contaminação da Covid-19 em um momento de colapso no sistema de saúde

Reclame AQUI

O Brasil atravessa seu momento mais crítico da pandemia, e, por conta disso, muitos municípios têm buscado adotar medidas emergenciais para tentar conter a disseminação do coronavírus. Uma dessas cidades foi São Paulo, que decidiu antecipar 5 feriados municipais para criar um megaferiado de 10 dias. A expectativa é diminuir a circulação de pessoas durante a próxima semana.

De acordo com o decreto, o feriado não vale apenas para as unidades de saúde, segurança urbana, assistência social e serviço funerário. É bom lembrar que, além disso, todo o estado de São Paulo continua em fase emergencial até 30 de março. Por isso os serviços não essenciais, como comércios de rua, shoppings, bares e restaurantes devem continuar fechados. 

Outro detalhe importante: parques públicos também não vão abrir nesse período e o sistema de rodízio na capital paulista teve o seu horário alterado desde a segunda-feira (22). A relação entre os dias da semana e a numeração das placas dos veículos continua a mesma: 1 e 2 na segunda-feira, 3 e 4 na terça, e assim por diante. Mas o período com restrição de circulação dos carros agora vai das 20h às 5h da manhã do dia seguinte.

Nada de praia

Para evitar o que ocorreu no ano passado, o governo do estado e cidades turísticas do litoral de São Paulo pensaram em restrições para desincentivar a concentração de pessoas durante o feriado nessas localidades. Será suspensa, inclusive, a operação descida da rodovia Anchieta-Imigrantes a partir desta sexta (26), que libera mais pistas para facilitar o fluxo de carros. Ou seja, a ideia é dificultar mais o acesso às cidades alimentadas por esse sistema.

Para completar, na região da Baixada Santista está proibido o acesso às praias e calçadões, além de feiras livres e a hospedagem em hotéis, pousadas, pensões e motéis, e também em casas de aluguel por temporada. Medidas similares estão sendo tomadas em diversas outras cidades litorâneas, portanto, se for se deslocar, pesquise as restrições em: Santos, Guarujá, Praia Grande, São Vicente, Cubatão, Itanhaém, Peruíbe, Mongaguá, Bertioga, Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião e Ilhabela.

Cada local tem regras particulares, mas todos os municípios estão em acordo com o governo estadual para impedir o acesso às praias. Portanto, o aviso é claro: evite viajar pelo estado nos próximos dias.

Com informações doG1.

Leia tudo sobre

Feed

Faça um comentário