Aumentam as reclamações sobre a qualidade da internet

De janeiro a setembro de 2020, consumidores registraram 33.150 reclamações sobre qualidade da internet, 23,74% a mais que o mesmo período de 2019

Reclame AQUI

A alta demanda por conexões residenciais gerada pelo isolamento social e a migração para o trabalho em casa - fora dos escritórios - resultou em um elevado tráfego de dados e, claro, no crescimento do volume de reclamações sobre a qualidade do serviço de internet.

Um levantamento realizado pelo Reclame AQUI mostra o crescimento da insatisfação dos consumidores: 23,74% a mais de reclamações sobre a qualidade entre janeiro e setembro de 2020 em comparação ao mesmo período do ano passado.

Para medir esse índice, o Instituto Reclame AQUI analisou as reclamações das seguintes empresas: Vivo, Tim, Oi, Claro, Nextel, NET, Sky, Sercomtel, Algar, HughesNet, Brisanet, MOB Telecom, Vero Internet e Unifique.

 

De janeiro a setembro de 2020, mais de 115,4 mil reclamações sobre a internet


De janeiro a setembro deste ano, as operadoras, juntas, já contabilizam mais de 115,4 mil reclamações sobre a internet. Destas, 33,1 mil são sobre a qualidade. O pico de reclamações recebidas foi no mês de maio,15.857, sendo no mesmo mês o pico de queixas específicas sobre a qualidade dos serviços prestados, 4.606.

De acordo com o fundador e CEO Global do Reclame AQUI, Mauricio Vargas, nos últimos 12 meses foram deixadas para trás, pelas operadoras, cerca de 300 mil reclamações dos consumidores na plataforma. Ou seja, clientes sem resposta e solução dos seus problemas.

“As companhias consideram que sai muito mais barato não responder a essas reclamações e receber multas da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em vez de fazerem melhorias na rede e no serviço, como investir em infraestrutura, ampliar a equipe de atendimento e até treinar os funcionários para gerenciar os problemas dos clientes”, explica Vargas.


Sem navegação e com incomodação


Manter-se conectado com um bom sinal de internet nos últimos meses tem sido um desafio para quem está trabalhando em casa. O sinal falha e cai, trava transmissões, reuniões, não dá para ligar a câmera… e quem quer se divertir ou estudar, está na mesma situação. 

No dia 26/10, um consumidor de Campinas (SP) registrou a decepção com uma operadora após ter saído da concorrente e afirmou que nunca havia tido tanta dor de cabeça com internet. “Meu modem já foi trocado 5 vezes, bastou o funcionário sair de minha casa e a internet cai de novo. Eu ligo lá, e a resposta é sempre a mesma "Senhora, mas consta aqui no nosso sistema que a vivo está de fato entregando toda a internet prometida"”, relata na reclamação. 

Um morador de Porto Velho (RO), que adquiriu o serviço de banda larga para estudar, explica na reclamação que a qualidade do sinal é tão ruim que teve dificuldades para entrar no site do Reclame AQUI e expor a insatisfação com a empresa. “Baixa qualidade, lenta, trava, raramente fica em 4G, conecta em H ou H+, resumindo péssima. O pior é que sou obrigado a usar isso por um ano. Não bastava isso ão ligar no 1057 é um labirinto pra conseguir falar com um atendente comprei essa coisa pra fazer uma graduação online mais com essa internet tá impossível atrasando minha vida. A única coisa que não falha é a data do envio da fatura…”.

 

Leia tudo sobre

Feed Internet

Faça um comentário