Após falhas e falta de informação, voo sai dos EUA com 24 horas de atraso

Sabe quem te ampara neste tipo de falha? Reclame e faça valer seus direitos como consumidor!

G1

Passageiros do voo AA 229, da American Airlines,que faz a rota Miami- Salvador e deveria sair dos EUA no último domingo, conseguiram deixar o país somente ontem, terça-feira,28, às 11 da manhã.De acordo com relatos dos próprios viajantes, [ os funcionários da companhia aérea] “deram ticket alimentação e hotel. Mas, durante o dia, a situação foi a mesma: todo mundo no saguão do aeroporto esperando”, alegou o universitário Leonardo Fioravand. Ainda segundo os passageiros, houve tentativas de realocação, porém o sucesso só veio hoje.

Em nota, a American Airlines afirmou que todos os passageiros recebem assistência e foram reacomodados em voo disponível. A companhia aérea informou ainda que o voo da noite de segunda-feira, 27, precisou ser cancelado por necessidade de manutenção. A empresa lamentou qualquer inconveniente causado aos passageiros, mas alegou que a segurança de seus clientes e tripulantes é a "maior prioridade". As informações são do G1.

Reputação da American Airlines no Reclame AQUI (últimos seis meses).

Direito do consumidor

É importante se atentar ao fato de que a empresa deve comunicar os consumidores sobre seus direitos, isso porque a legislação garante ao consumidor, pela Lei 8.078/90, a proteção na relação de consumo com prestadores de serviços e produtos. No seu artigo 14, esta Lei dá ao fornecedor a obrigação de responder pelo serviço oferecido: “O fornecedor de serviços responde, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos”.

A comunicação de falhar deve ser feita logo após o aviso do atraso do voo. Isso não aconteceu, portanto, o erro na prestação de serviço já se iniciou aí. Segundo o passageiro Leonardo Fioravand, “chegaram a prometer dois voos na madrugada de domingo. Na segunda, prometeram um 14h30 e outro 18h. Nenhum deu certo”.

A assistência é um direito gratuito do consumidor que em casos de cancelamento e atrasos no embarque por motivos de reparação da aeronave, mal tempo e overbooking.

Em todos os casos de atraso de voo o procedimento adotado deve seguir as diretrizes regradas pela Anac:

A partir de uma hora: comunicação (internet, telefonemas etc.).

A partir de duas horas: alimentação (voucher, lanche, bebidas etc).

A partir de quatro horas: acomodação ou hospedagem (se for o caso) e transporte do aeroporto ao local de acomodação.  Se o consumidor estiver no local de seu domicílio, a empresa poderá oferecer apenas o transporte para sua residência e desta para o aeroporto.

Se o atraso for superior a quatro horas (ou a empresa já tenha a estimativa de que o voo atrasará esse tempo) ou houver cancelamento de voo ou preterição de embarque, a empresa aérea deverá oferecer ao passageiro, além da assistência material, opções de reacomodação ou reembolso.

O consumidor pode nestes casos solicitar a reacomodação, reembolso e comunicação, hospedagem e transporte de ida e volta ao aeroporto, nada impedindo de interpor ação judicial para postular os seus direitos violados, tais como, dano moral e material.

Se sentiu lesado? Reclame AQUI!

Quem se sentir lesado pela prestação de serviço de alguma companhia aérea pode abrir uma queixa aqui. Quanto maior o número de informações você dispuser na reclamação, sobre voo, acomodações, bem como documentos que comprovem e registrem o ocorrido como o bilhete com horário da passagem, bilhete com novo horário remarcado, notas fiscais e comprovantes de gastos, mais completa e exata fica sua reclamação.

Além disso, você também pode registrar uma queixa com a Anac – Agência Nacional de Aviação Civil,que é quem regula e fiscaliza os prestadores de serviços aéreos através do número 0800 725b4445 ou clicando aqui.

Faça um comentário