Anvisa proíbe venda de frango da Perdigão por suspeita de contaminação

BRF convocou recall voluntário de mais de 460 toneladas de frango in natura

MPT-RS/Divulgação

Nesta quinta-feira (14), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distribuição de lotes de carne de frango da marca Perdigão, da BRF, em decorrência da contaminação microbiológica por Salmonella Enteritidis.

Conforme a Resolução 389, de 13 de fevereiro de 2019, publicada no Diário Oficial da União (DOU), a Anvisa considera e destaca o “recolhimento voluntário” da empresa, de mais de 460 toneladas de frango in natura.

Os lotes possivelmente contaminados foram produzidos nos dias 30 de outubro de 2018 e entre 5 e 12 de novembro de 2018, na unidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul. 

Posicionamento da empresa

No anúncio, divulgado nesta última quarta-feira (13), a companhia esclareceu que, “caso esses alimentos não sejam completamente fritos, cozidos, assados ou manuseados conforme descrito nas embalagens, a Salmonella Enteritidis representa risco à saúde”.   

A produção do alimento segue “sob um processo rigoroso de manutenção e liberação dos produtos para assegurar que a ocorrência foi pontual e não se repetirá”.

Veja também: Justiça suspende aumento de R$ 0,30 na tarifa de ônibus em SP

Fonte: Folha de São Paulo

Faça um comentário