Anatel esclarece projeto de bloqueio de celulares piratas

Você ouviu a história de que a Agência Nacional de Telecomunicações pretende bloquear aparelhos não homologados, ou melhor, celulares piratas? A história bombou na internet na segunda-feira, dia 18, mas a Anatel tratou de emitir uma nota oficial para esclarecer o projeto.
 
O Sistema Integrado de Gestão de Aparelhos (Siga) é uma realidade, e realmente pretende diminuir o número de aparelhos não homologados pela Agência no Brasil. Mas a Anatel ainda não definiu qual será a punição para quem utiliza esses gadgets e nem quando o programa começa a valer.
 
Seu aparelho celular está com problemas no funcionamento? Reclame AQUI!
 
A primeira fase do monitoramento do Siga já está em fase experimental e é gerido pelas próprias operadoras. Sendo assim, a Anatel já recomenda que os consumidores evitem comprar os celulares que não têm seu selo. 
 

Confira a íntegra da nota da Anatel

Em relação a notícias publicadas na imprensa sobre o sistema o Sistema Integrado de Gestão de Aparelhos (Siga), a Anatel esclarece:
O sistema, gerido pelas prestadoras de telecomunicações, está em fase experimental.
Em uma primeira fase, o sistema permitirá a realização de um diagnóstico sobre a regularidade dos aparelhos conectados às redes das prestadoras. A partir desta informação, serão anunciadas as próximas medidas com vistas a assegurar o acesso às redes tão somente de aparelhos regulares.
Neste momento, não há nenhuma definição quanto a prazo de implementação das medidas ou se haverá bloqueio de aparelhos atualmente em funcionamento. Quaisquer medidas a serem adotadas serão objeto de ampla divulgação aos usuários oportunamente. 
A Anatel recomenda que os consumidores não comprem aparelhos de telefone, fixos ou celulares, sem o selo da Agência. Equipamentos sem o selo podem apresentar falhas na recepção – por serem feitos, muitas vezes, com material de qualidade inferior – e provocar interferências.
Conheça a cartilha da Anatel sobre o assunto: http://migre.me/hK8Wy
 
Veja também:

Faça um comentário