Agendou um serviço e depois recebeu uma ligação suspeita?

Reclame AQUI orienta como proceder quando você receber uma chamada dessas

Reclame AQUI

O consumidor precisa estar cada vez mais alerta e prevenido quando o assunto é o uso dos seus dados. Na última semana, clientes de uma operadora de internet e TV a cabo receberam telefonemas de pessoas que estavam se passando por profissionais para remarcar serviços já formalizados junto à companhia.

O designer João Vitor Mesquita, morador de São Paulo, foi um dos clientes alvo de ligações suspeitas. Ele contou ao Reclame AQUI Notícias que tinha agendado um serviço para instalação de internet e recebeu em seu celular, em menos de 24 horas, duas ligações de um número sem DDD. Ao atender pela primeira vez, ficou surpreso com o conhecimento que tinham sobre seus dados e desconfiou da veracidade da ligação quando erraram o bairro onde mora, enquanto conferiam suas informações. “Eles queriam reagendar meu serviço alegando que teriam que fazer um reparo técnico na fibra da região e isso levaria de 1 a 6 semanas. Me informaram que, caso eu não quisesse esperar esse tempo, eles iriam transferir o meu plano para outra operadora de internet. Achei muito estranha essa conversa e não aceitei de momento, senti que era golpe", explica.

No dia seguinte, recebeu a ligação de outra pessoa para informar que a instalação – não aceita da primeira vez – estava concluída e que a cobrança por este serviço seria feita via cartão de crédito. “Eles chegaram a conferir o primeiro número do meu cartão e questionei a cobrança, já que uso boleto, e dei a desculpa que não estava com o cartão. Então me disseram que o plano seria bloqueado. Concordei e a pessoa ficou muda”.

Mesquita telefonou para a companhia de TV a cabo e internet nas duas oportunidades para se certificar de que o agendamento “oficial” feito estava confirmado e se seu cadastro estava regular. Além disso, alertou a operadora sobre o uso de seus dados para aplicação de golpes e foi orientado a formalizar o ocorrido com um e-mail à empresa.

O que fazer em situações semelhantes?

O diretor de operações do Reclame AQUI, Felipe Paniago, orienta que o ideal, sempre que não reconhecer o número de telefone ou estranhar o tipo de conversa, é o consumidor nunca aceitar algo que não solicitou e ligar para a empresa contratada confirmando o serviço, ou tirar qualquer dúvida sempre que desconfiar de quem fala no outro lado da linha. “Para evitar uma grande dor de cabeça e ser vítima de um golpe maior ou até receber desconhecidos em casa, não confirme ou repasse dados pessoais ou bancários quando receberem ligações suspeitas”.

Leia também: Novo golpe circula pelo WhatsApp usando o saque do FGTS como atrativo

Leia tudo sobre

Feed Fraude Telefonia TV a cabo

Faça um comentário