Adiamento do horário de verão afeta 42 mil voos e 3 milhões de passageiros

Abear informou que escalas, conexões e compromissos ficam em risco com a mudança

Pedro Ventura/Agência Brasília

Se você comprou passagem aérea para datas a partir do dia 4 de novembro, é bom ficar atento às possíveis alterações no voo devido ao adiamento do início do horário de verão.

Inicialmente planejado para o dia 4 de novembro, o horário de verão foi alterado para o dia 18 do mesmo mês. A decisão foi tomada pelo presidente Michel Temer, atendendo à um pedido do MEC (Ministério da Educação), visando que os estudantes que irão realizar o Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio, não fossem prejudicados com a alteração.

Problemas com uma cia aérea? Reclame AQUI!

A Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) afirmou, em nota, que “essa mudança trará sérias consequências para o planejamento da operação aérea e, consequentemente, para os consumidores, com volume expressivo de passageiros podendo perder voos, pois os bilhetes foram adquiridos com antecedência”.

Escalas e conexões em risco

A associação diz ainda que cerca de 42 mil voos poderão ser afetados, prejudicando ao menos 3 milhões de passageiros. Aqueles que compraram voos para os dias em que o horário de verão estaria em vigor, já pensando na alteração do horário, podem perder escalas, conexões e outros compromissos planejados por causa do adiamento.

Já a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) informou que o assunto está em discussão e que as orientações aos passageiros serão divulgadas em “momento oportuno”.

Veja: Reclamações contra companhias aéreas aumentam 37% em 2018

Se você mora em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul ou Distrito Federal, não esqueça de adiantar o relógio em uma hora à meia-noite do dia 18 de novembro.

Fontes: G1/Agência Brasil

Leia tudo sobre

Aeroportos Anac Cias Aéreas Feed

Faça um comentário