8 dicas para aproveitar o Dia do Consumidor sem dores de cabeça

No próximo dia 15 de março comemoramos o dia mundial do consumidor e, para celebrar a data, o comércio pretende oferecer promoções imperdíveis. Para te ajudar a aproveita-las, faremos um especial com dicas, levantamentos e o que mais for de nosso interesse como consumidores.

Antes de fechar negócio fique atento, com:

1. Compras por impulso

É bom ter calma com datas comemorativas, isso porque geralmente elas trazem consigo compras por impulso, por isso, seu maior aliado é a pesquisa de preços, produtos e empresas.

No Reclame AQUI você pode fazer esta busca e inclusive conferir como é dada a tratativa por parte das empresas em relação aos problemas encontrados por seus consumidores (entrega, atendimento e problemas no pagamento, por exemplo);

Confirme informações como endereço do site, endereço físico e telefones de contato e SAC.

2. Quando a esmola é demais...

Se flagrar alguma promoção absurda, cuidado! Se for uma falha no site, isso pode dar muita dor de cabeça depois. Pesquise um pouco mais e desconfie de preços muito fora do normal.

3. Frente a frente com o produto

Em caso de compras em lojas físicas certifique-se do estado do seu produto. Se o seu conteúdo confere com os dados descritos na caixa/embalagem e se ele apresenta algum problema.

4. Dicas de segurança na rede 

Garanta que se trata de uma loja virtual segura. Sites de e-commerce confiáveis costumam apresentar maior segurança com o protocolo "https” no início do endereço eletrônico

Em alguns navegadores, além do "https” no endereço, esse protocolo aparece com fundo verde ou ainda com um cadeado fechado ou uma pequena chave, sinalizando que a troca de informações (cadastro, números de cartão e/ou conta corrente) é ainda mais segura.

Sites seguros e confiáveis têm um padrão para efetuar compras. O mais comum é o usuário fazer um cadastro com nome, endereço e e-mail e de entrega dos produtos. É pedido também, no ato da compra, o número do cartão de crédito do usuário (caso não seja pago por boleto), mas nunca é solicitada a senha do cartão. Desconfie caso precise preencher dados desnecessários. Se for preciso, entre em contato para saber o motivo.

Não utilize computadores e pontos de conexões públicos (cursos, bibliotecas, lan houses…) para fazer compras virtuais. Eles podem não estar seguros o suficiente. Muito menos compras online se utilizando de redes Wi-Fi abertas, nada confiáveis, no quesito segurança;

5. FIque atento com fretes e taxas

Evite surpresas desagradáveis e verifique se há despesas adicionais (fretes, taxa de importação, manuseio ou presente) e confira os prazos de entrega para a sua região e políticas de troca.

6. Documente o que puder

Guarde todas as informações fornecidas no ato da compra, tais como: nome do site, o que foi adquirido, quanto foi pago, os protocolos de atendimento, data para entrega e serviço de SAC.

7. Procure a empresa

Se desconfiar de alguma atitude, tente contato diretamente com a empresa.

8. Reclame AQUI

Se você fez tudo isso e nada deu certo, já sabe o que fazer: Reclame AQUI!

 

Fonte: TechTudo e Paraná Shopping

Faça um comentário