Queixas no Reclame AQUI superam 2,4 mil até as 20h

Após início tímido em reclamações e vendas nas lojas online, Black Friday esquentou nas últimas horas

ReclameAQUI

Antes tarde do que nunca. Após um início mais tímido em reclamações e vendas nas lojas online, a Black Friday 2016 esquentou após o meio-dia e alcançou 2.440 queixas até as 20h desta sexta-feira, quatro horas antes do fim oficial do evento.

Foram comparados três períodos destas 20 horas de sexta com o mesmo período de 2015 para entender o comportamento do consumidor no Reclame AQUI. Das 0h às 12h, este ano registrou 858 reclamações, contra 1.170 do ano anterior, variação de -26,6%. 

Depois do meio-dia até as 18h, porém, os consumidores registraram 1.014 reclamações, contra 977 de 2015, aumento de 3,6%, comportamento parecido com as duas horas seguidas, quando foram recebidas 267 queixas das 18 às 20h, contra 261 da edição passada.

Até as 20h, as reclamações tiveram uma queda de 11,17% em comparação a 2015. 

Análise

É importante notar que o apelo da Black Friday continua relativamente grande. Ano passado, a data foi o pico de buscas no Google para as principais lojas de varejo e o evento com mais reclamações do ano no Reclame Aqui. 

O mesmo parece se repetir este ano, a partir da análise dos dados iniciais realizado pelo HugMe e Mooba, que monitoram os números com o Reclame AQUI. Com menos dinheiro, crédito e expectativa de renda futura, o consumidor está comprando menos há meses, e o crescimento nesta sexta não vai ser suficiente para levar o nível de vendas para os anos anteriores

5 principais problemas

Propaganda enganosa: 17,6%

Divergência de valores: 12,8%

Problemas na finalização da compra: 9,4%

Promoção: 6%

Produto indisponível: 5,7%

5 produtos mais reclamados

Smartphones: 7,6%

TV: 4,8%

Celular: 4,6%

Notebooks: 2,6%

Tênis: 1,6%

Por região

Sudeste - 67%

Sul - 13,6%

Nordeste - 12,7%

Centro-Oeste - 5%

Norte - 1,7%

Produtos mais procurados

TV - 9,7%

Smartphone  8,3%

IPhone 4,6%

Geladeira/refrigerador - 2,9%

Ar-condicionado - 1,4%

Leia tudo sobre

Black Friday

Faça um comentário