Netshoes esclarece alta no valor de camisa da Chapecoense

Internautas acusaram que a empresa mudou o preço da peça de R$ 129 para 249

Reprodução

Nesta terça-feira, dia 29, o Brasil acordou com a triste notícia de que o avião que transportava a delegação do time de futebol Chapecoense para a Colômbia sofreu um acidente. Até agora, as informações são de que há mais de 70 mortos. Com a tragédia, consumidores que buscavam a camisa do time na internet tiveram muitas dificuldades.

Internautas reclamaram que a Netshoes, um grande e-commerce de artigos esportivos, aumentou em 70% o valor da camisa nesta terça. A peça, que estava sendo vendida por R$ 129,90, subiu para R$ 249,90. Mesmo com o aumento, o produto constava como indisponível.

Caso Adidas! Por que a empresa cancelou os pedidos vendidos na Black Friday?

A empresa, chamada de oportunista por alguns clientes na internet, esclareceu o assunto ao Reclame AQUI Notícias. Confira a nota na íntegra:

"A Netshoes esclarece que, em virtude da Black Friday, a camisa II da Chapecoense estava com preço promocional (as demais estavam esgotadas) e – durante a manhã de hoje – teve todas as últimas unidades vendidas pelo preço anunciado (R$159,00). Com o esgotamento do produto e por conta de programação automática do sistema, o valor retornou ao preço original (R$249,00), junto com o alerta de indisponibilidade do produto. Para ser transparente com o consumidor, o valor foi posteriormente ajustado manualmente, mas reitera-se a indisponibilidade do produto. A empresa lamenta profundamente e se solidariza com os familiares, torcida e amigos de todos os envolvidos neste triste episódio".

Dica nossa! Veja seus direitos quando comprar em lojas virtuais

Preço cai novamente

Até o fechamento dessa matéria, o valor estava novamente com o desconto de Black Friday proposto pela empresa, de R$ 129,90. O produto continua indisponível. 

Nas redes sociais, a empresa também prestou esclarecimentos. Confira os textos do Facebook e Twitter que, no total, já possuem mais de 3,4 mil compartilhamentos:

Faça um comentário