Greve geral: que tipo de reclamação o brasileiro fez no dia em que o país parou

No dia 28 de abril, o termo greve apareceu 180 vezes; transporte foi a segunda categoria mais reclamada

Artes: Aline Pasquali|Reclame AQUI

Dia 28 de abril, sexta-feira, um pouco depois das 6h da manhã, o clima pelas ruas da cidade de São Paulo - tão acostumada com congestionamentos no trânsito - era de feriado para quem pode sair de casa. Aos poucos, as manifestações pipocaram, assim como os confrontos e as ruas viraram palco para quem tinha pelo que lutar. No entanto, o brasileiro também usou o Reclame AQUI para se manifestar, e os consumidores citaram a palavra "greve" em 180 reclamações no site.

É golpe! Usuários de Gmail e Google Docs podem ter dados roubados

Longe de ser a categoria com mais reclamações, a de Transporte (taxi, lotação, ônibus, trem, metrô, cargas e aéreo) apareceu na segunda posição, com 12,3% do volume de reclamações sobre a greve, atrás apenas do soberano setor de Lojas Virtuais. Na terceira posição, com 9,5%, a categoria de Bancos, que também aderiu à paralisação, apareceu entre as reclamações a respeito da greve.

Veja na imagem um resumo das reclamações sobre "greve" no Reclame AQUI.

Reflexos da greve

Além do dia da paralisação, no dia 28 de abril, analisamos também o período deste o dia anterior, 27 de abril, até 4 de maio, e constatamos que a repercussão no Reclame AQUI gerou 720 reclamações de consumidores que citam o termo "greve". Mais uma vez, Lojas Virtuais foi a categoria mais reclamada, com 27,5%. A seguir, aparece o setor de Serviços Públicos (órgãos públicos, prefeituras, governos estaduais), lembrado em 10,7% das queixas, seguido de Transportes, em terceiro, com 7,3%.

Entre as 720 reclamações, o motivo mais comum foi o atraso na entrega, com 21,7% das queixas, seguido de produto não recebido, que teve 3,7% de representatividade.

Conheça o Vigie AQUI! Plugin avisa quais políticos têm dívida na justiça

Leia tudo sobre

Greve Ranking

Faça um comentário