Caixa recebeu mais de 1.400 reclamações sobre FGTS neste ano

Volume de queixas subiu 297% comparando os primeiros semestres de 2016 e 2017

ReclameAQUI

O período de saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) termina no próximo dia 31 de julho. Desde o mês de março, quando a verba começou a ser liberada aos brasileiros, o Reclame AQUI foi procurado por consumidores insatisfeitos.

O volume de reclamações aumentou consideravelmente do ano passado para cá. No primeiro semestre de 2016, a Caixa Econômica Federal recebeu 361 queixas sobre o tema, número que cresceu para 1.434 no mesmo período de 2017 (incluindo o mês de julho, até o dia 20). 

No mês de março, quando a primeira leva de saques foi liberada, o maior volume de queixas sobre FGTS foi registrado, com 336 reclamações. Confira mês a mês:

Do que mais estão reclamando?

Levantamos quais estão sendo os principais motivos das queixas dos consumidores sobre o tema. No primeiro semestre de 2017, "mau atendimento" foi o líder, seguido por "demora na execução", "qualidade do serviço prestado" e "funcionários despreparados".

Em 2016, ainda sobre FGTS, os motivos foram quase os mesmos. Veja a lista:

1.            Mau atendimento

2.            Demora na execução

3.            Qualidade do serviço prestado

4.            Mau atendimento do prestador de serviço

5.            Dificuldade de cadastro

6.            Funcionários despreparados

Segundo a Caixa, desde o dia 10 de março, já foram pagos mais de R$ 41,8 bilhões para 24,8 milhões de trabalhadores que tinham o direito ao saque das contas inativas. A instituição disse que o aumento de reclamações em janeiro e fevereiro tem grande vinculo à busca de informações, especialmente pelo calendário ainda não ter sido divulgado. “Março, com o início do calendário de pagamentos, as reclamações aumentaram, mas percebe-se constante queda nos meses subseqüentes”, informou.

Leia tudo sobre

Atendimento FGTS

Faça um comentário