Anvisa interdita lote de linguiça de marca investigada na operação Carne Fraca

O produto da Frigosantos com validade em 30 de abril terá recolhimento imediato

Reprodução

A Anvisa determinou, nesta quarta-feira, dia 12, a interdição e recolhimento imediato da Linguiça Calabresa Defumada da marca Frigosantos. A interdição se aplica aos alimentos com o prazo de validade em 30 de abril de 2017. O frigorífico, localizado em Campo Magro, no Paraná, é um dos investigados na operação Carne Fraca.

A medida sanitária tomada pela Agência Sanitária foi motivada após a notificação encaminhada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que apontou os resultados das análises laboratoriais em produtos de origem animal de alguns estabelecimentos, alvos da operação “Carne Fraca”.

De acordo com as análises realizadas pelos Laboratórios Nacionais Agropecuários (Lanagro), o lote linguiça em questão apresentou desacordos sanitários quanto à análise de microrganismos (Estafilococus coagulase positiva).

Veja: Os deveres dos estabelecimentos que comercializam carnes

Em 2001, a Anvisa publicou o Regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. A definição estabelece padrões sanitários que visam, em primeiro lugar, a proteção à saúde da população. O descumprimento dos parâmetros, portanto, constitui uma infração sujeitando penalidades aos infratores.

A interdição da linguiça defumada Frigosantos foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje. A resolução já se encontra em vigor e é válida pelo prazo de 90 dias em todo o país.

Leia tudo sobre

Alimentação Anvisa Saúde

Faça um comentário